Governança corporativa é o sistema pelo qual as empresas e demais organizações são dirigidas, monitoradas e incentivadas, envolvendo os relacionamentos entre Acionista, diretoria, órgãos de fiscalização e controle e demais partes interessadas.

Na busca contínua pela excelência de seus serviços, a Eurofarma conta com diversos comitês e processos internos para atuar com transparência, com as ações orientadas rigorosamente pelo Código de Ética e Conduta. A empresa adota boas práticas de controle e sistemas para maior lisura, equidade e prestação de contas.

Abaixo relacionamos as principais ferramentas de gestão.

Com objetivo de assegurar as melhores práticas do mercado, aliado ao aprimoramento da governança corporativa, a empresa conta com uma área dedicada à Integridade Corporativa, que engloba Compliance, Gestão de Risco e Auditoria Interna.

Reporta-se diretamente ao Comitê de Ética, ligado diretamente à presidência da companhia.

O Comitê de Ética é responsável por receber as ocorrências advindas dos diversos canais de comunicação, faz análises e dá o adequado encaminhamento para os fatos. Realiza reuniões semanais, uma confirmação da grande importância deste tema na Eurofarma.

A área de Integridade Corporativa reporta-se para este comitê, no qual se discute a gravidade das ocorrências e ações a serem tomadas para mitigação dos riscos associados.

Os resultados das auditorias internas também são apresentados e discutidas para melhor direcionamento das ações. Também monitora se as áreas atuando de acordo com as implementações recomendadas.

Código de Ética e Conduta 

A publicação expressa os Valores, a Missão e os objetivos da Eurofarma, que serão atingidos a partir de uma postura ética e transparente. Resume as atitudes e comportamentos cotidianos que a companhia espera de cada colaborador, no tratamento com colegas, equipe, fornecedores, clientes, comunidade e sociedade. Todos os colaboradores, incluindo operações internacionais, recebem treinamento específico sobre o Código Ética, que deve ser obrigatoriamente seguido pelos colaboradores da empresa e também deve servir de referência aos parceiros de negócio.

Clique aqui e conheça o Código de Ética e Conduta na íntegra, compreenda e utilize este documento como referência no contato diário com a Eurofarma.

 

 

Código de Ética e Conduta Fornecedores

O Código de Ética e Conduta de Fornecedores dispõe diretrizes que devem ser seguidas pelos fornecedores, de forma que estejam em consonância com os valores da empresa. O Código ajuda as áreas competentes na realização de auditorias e também contribui para que as boas práticas organizacionais sejam seguidas pelos parceiros.

A Eurofarma acredita que este é o melhor caminho para manter relações éticas e sustentáveis.

Principais temas do Código:

  • Direitos trabalhistas
  • Saúde e Segurança
  • Responsabilidade socioambiental
  • Integridade nos negócios
  • Confidencialidade à propriedade intelectual

Clique aqui para acessar o Código de Ética e Conduta de Fornecedores.

O Conselho Consultivo na Eurofarma tem como objetivo de apoiar e avaliar as decisões estratégicas da empresa. É composto por lideranças empresariais independentes e com experiências variadas, que permite levar à empresa uma visão imparcial, objetiva e racional sobre o negócio.

Além do presidente da empresa, o comitê é composto por cinco membros independentes que se reúnem mensalmente.

 

Claudio Roberto Ely

Engenheiro Civil formado pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul, com mais de 40 anos de experiência na liderança de grandes organizações. Esteve à frente de empresas nos ramos hidrelétrico e financeiro. Acumula ampla experiência no setor varejista farmacêutico.

 

Ernesto Pousada

Formado em Engenharia Mecânica, com especialização em Administração de Negócios (USP), atuou por 15 anos no setor químico na área internacional. Ocupou vários cargos executivos no Brasil, Estados Unidos e Europa. Atualmente é responsável pelas áreas industriais e de operações em uma importante empresa no ramo de papel e celulose.

 

Marcelo Martins

Marcelo Martins é Vice-Presidente de Finanças e de Relações com Investidores da Cosan Limited desde abril de 2015. Bacharel em administração de empresas pela Fundação Getúlio Vargas (FGV) e especializado em finanças, Martins é membro dos Conselhos de Administração da Cosan Limited, da Cosan S.A, da Rumo ALL, da Comgás, da Cosan Logística, da Rumo Logística e da Radar. Faz parte ainda dos Conselhos da Fundação Bienal, do MASP e do Museu Reina Sofia em Madrid.

Ingressou na Cosan em julho de 2007 como executivo da Aguassanta Participações S.A. e, entre 2009 e 2015, foi vice-presidente de Finanças e de Relações com Investidores da Cosan S.A. Antes de ingressar na Cosan, o executivo foi diretor Financeiro e de Desenvolvimento de Negócios da Votorantim Cimentos entre 2003 e 2007. Também comandou o departamento de Renda Fixa Latinoamericana do Salomon Smith Barney em Nova Iorque.

 

Nelson Mussolini

Advogado, com mais de 30 anos de experiência na indústria farmacêutica. Sua experiência vai além da área jurídica, incluindo finanças e RH. Já participou de processos de fusão e sempre manteve a atividade junto às associações de classe. Atualmente é presidente executivo do Sindusfarma – Sindicato da Indústria de Produtos Farmacêuticos no Estado de São Paulo.

 

Patrice Zagame

Executivo sênior com 30 anos de experiência em operações farmacêuticas internacionais e um histórico comprovado e reputação da indústria em turnarounds, sucesso comercial sustentável e liderança de mercado.

Múltiplas funções de liderança nas cinco principais empresas farmacêuticas e de biotecnologia (América Latina e Europa), incluindo Presidente e Vice-Presidente Executivo da Divisão Intercontinental da Baxalta, Presidente Nacional durante 16 anos, na Venezuela, Espanha, França e particularmente no Brasil de 2002 a 2006 para a Novartis e 2013-2014 para a Sanofi.

Experiência na liderança de países envolvendo governos, sindicatos e autoridades em negociações de alto nível e bem-sucedidas; iniciar / fechar acordos para alcançar liderança de mercado. Seus pontos fortes incluem profunda compreensão dos mercados europeus e emergentes.

Presidente da Associação da Indústria Farmacêutica da Venezuela de 1999 a 2000 e Membro da Diretoria da Associação Farmacêutica Francesa (Leem) por seis anos e Presidente da Comissão de Assuntos Científicos da Indústria e do Grupo de Empresas Europeias, liderando as negociações sobre regulação e preços em nome da indústria.

A Ouvidoria é um canal direto, independente e confidencial de comunicação, em que colaboradores, clientes e fornecedores podem relatar episódios suspeitos, fatos e comportamentos que não estejam de acordo com o Código de Ética e Conduta da companhia.

Os contatos podem ser feitos de forma anônima por telefone e Internet. Cada denúncia recebida gera um número de registro sequencial, com o qual o denunciante pode acompanhar o andamento do processo. O relato é apresentado e discutido no Comitê de Ética pela área de Integridade Corporativa, que tem 30 dias para avaliação, investigação e retorno, podendo ser postergado por igual período caso necessário.

A Ouvidoria contribui para a mitigação de riscos à companhia. É uma ferramenta que proporciona confidencialidade, anonimato e discrição na condução das investigações, de forma a reduzir os impactos de denuncismo e focar nos assuntos aplicáveis a ele.

Constantemente as denúncias são avaliadas, de forma a reforçar o uso correto da Ouvidoria.

Ouvidoria Brasil: 0800-6021834  |  www.contatoseguro.com.br

A Eurofarma conduz seus negócios de acordo com altos padrões éticos e morais estabelecidos em seu Código de Ética e Conduta, não tolerando qualquer forma de corrupção e suborno. Estamos comprometidos em conduzir as nossas atividades em estrito cumprimento com todas as leis aplicáveis, incluindo legislações anticorrupção (dentre elas a Lei 12.846/13) e demais normas que regem o relacionamento com a administração pública e privada.

Visando aprimorar ainda mais nossos processos e seguindo as diretrizes internacionais, nossa Política Anticorrupção foi aprimorada e atualizada. Nela estão as diretrizes, padrões e procedimentos que objetivam assegurar que a Eurofarma – e todos aqueles que atuam em nosso nome – entendam e ajam em conformidade com as leis anticorrupção aplicáveis em todas as relações com a administração pública ou agentes públicos e também no tratamento com o setor privado.

Clique aqui para conhecer o documento na íntegra.