Outubro Rosa é uma campanha celebrada durante o mês de outubro em diversos países para alertar as mulheres e a sociedade sobre a importância da prevenção do câncer de mama, tem como símbolo o laço rosa. O Câncer de Mama é uma doença grave e é o mais comum entre as mulheres, mas tem cura. Quanto mais cedo for detectado, mais fácil será curá-lo. Por isso, a mulher bem informada compreende que a principal arma é a realização dos exames preventivos. O diagnóstico positivo é sempre impactante, mas se detectado precocemente a chance de cura total é maior.

Como realizar o autoexame das mamas?

1. DIANTE DO ESPELHO

Observe se há alterações na pele como retrações e saliência, além de alterações no formato das mamas. Eleve e abaixe os braços lentamente.

2. AXILAS

Apalpe-as na busca de nódulos. Podem ser dolorosos ou não. Se encontrá-los procure atendimento médico.

3. MAMILOS

Comprima-os da base à porta na busca de alguma secreção. Secreções merecem avaliação médica.

4. DEITADA

A mão esquerda deverá apalpar a mama direita e vice-versa. Faça movimentos circulares suaves apertando levemente com as pontas dos dedos.

QUANDO fazer o autoexame?

A partir dos 20 anos de idade: Uma vez ao mês, de preferência de 7 a 10 dias após o início da menstruação, quando as mamas estão menos sensíveis.

Mulheres amamentando: Uma vez ao mês, após a amamentação, quando os seios forem esvaziados, sempre no mesmo dia e no mesmo horário.

Mulheres na menopausa: Todos os meses, sempre no mesmo dia.

Como é realizada a mamografia?

É um exame de raio X na qual a mama é comprimida entre duas placas de acrílico para melhor visualização. Em geral são feitas chapas de cada mama: uma de cima para baixo e uma de lado. Apesar da compressão da mama ser um pouco desagradável para algumas mulheres, é importante lembrar que ela não é perigosa para a mama. A dose de raio X utilizada nos aparelhos modernos é também muito baixa, e não deve servir de empecilho para a realização do exame.