A Eurofarma investe constantemente em Pesquisa e Desenvolvimento (P&D) com o objetivo de crescer no Brasil e no exterior, por meio da ampliação do seu portfólio e da oferta de produtos inovadores. A produção de medicamentos com qualidade compõe um dos pilares da missão da empresa. Com investimentos superiores a 130 milhões de reais em pesquisa e desenvolvimento em 2015, a Eurofarma tem cumprido seu papel entre as maiores empresas do mercado brasileiro, com solidez na América Latina. Até o ano de 2020, a área de P&D receberá investimentos de cerca de 20% do faturamento da companhia.

A etapa clínica dos produtos desenvolvidos pela área de P&D é realizada pela área de Pesquisa Clínica da Eurofarma, que atua em conjunto com médicos renomados dentro de suas especialidades, além de uma equipe multidisciplinar no delineamento de seus protocolos clínicos, com estudos nas áreas terapêuticas de: reumatologia, endocrinologia, infectologia, oncologia, neurologia, pneumologia e cardiologia. A pesquisa de produtos biotecnológicos, como biossimilares, também faz parte do escopo da área de Pesquisa e Desenvolvimento da empresa. Nos últimos 10 anos, este setor conduziu mais de 40 estudos clínicos de fases I, II e III, gerando 13 produtos, sendo 8 deles já registrados no Brasil. Dentre os mais recentes registros obtidos estão: FIPRIMA® (filgrastim), LUGANO® (formoterol+fluticasona) e PERLATTE® (lactase).

Os produtos radicais estão na mira da empresa, com investimento desde as primeiras etapas de descoberta de um novo composto, de forma que, após todos os testes pré-clínicos (in vitro e in vivo) e clínicos (seres humanos) serem realizados, novos medicamentos possam chegar à população.

A área de Pesquisa Clínica também engloba o desenvolvimento de medicamentos genéricos e similares (de marca,) que sustentam grande parte do portfólio de produtos. Para o registro de medicamentos genéricos e similares são conduzidos estudos de Bioequivalência/Biodisponibilidade Relativa em voluntários sadios. Esse tipo de estudo compreende verificar a ausência de diferença significativa entre a biodisponibilidade do mesmo princípio ativo de dois produtos equivalentes farmacêuticos (ou alternativas farmacêuticas), quando ambos são administrados na mesma dose e sob condições semelhantes em estudo de desenho apropriado. Além da saúde humana, também é de responsabilidade da área de Pesquisa Clínica os produtos do segmento animal de grande porte (principalmente bovinos) e de suinocultura. Para comprovação de eficácia e segurança desses medicamentos são conduzidos diversos estudos em espécies-alvo, e somente após aprovação do Ministério da Agricultura e Pecuária os produtos são comercializados.

Os profissionais de saúde e centros de pesquisa que tenham interesse em participar ou conhecer mais sobre o trabalho da Eurofarma nesta área podem enviar e-mail para pesquisa.clinica@eurofarma.com.br