Conheça os projetos culturais apoiados

Mamonas, o Musical

“A dramaturgia não é linear e sim irreverente, como o perfil teatral do Mamonas Assassinas. O olhar dos 5 meninos de Guarulhos está retratado no texto. É como se o Dinho, Bento, Samuel, Júlio e o Sérgio contassem a trajetória do grupo desde o tempo em que eram desconhecidos, quando animavam festas de condomínios, até o reconhecimento nacional”, detalha o autor Walter Daguerre. A banda entrou para a história como o maior fenômeno da indústria fonográfica nacional: No 1° e único disco, vendeu mais de 3 milhões de cópias.

Os atores Ruy Brissac, Adriano Tunes, Yudi Tamashiro, Elcio Bonazzi e Arthur Ienzura formam o quinteto que teve uma carreira apoteótica nos anos 90 e que, num terrível acidente aéreo, há 20 anos, deixou a cena pop brasileira.

Walter Daguerre, traz para o texto uma estética de brincadeira que permeia todo o espetáculo, apresentando a mesma descontração e o escracho que a banda demonstrava dentro e fora dos palcos. A direção de José Possi Neto constrói uma narrativa não linear como forma de explorar ainda mais o humor. Os figurinos de Fábio Namatame, entre eles as fantasias de presidiários, Robin e Chapolin, ressaltam a comicidade do musical.

 


Cassia Eller, o Musical

Trata-se de um belíssimo musical, dirigido por Lan Lan e Fernando Nunes (ambos fizeram parte da banda original de Cássia Eller), que prestará uma homenagem à vida e obra desta que foi uma das mais talentosas cantoras da história brasileira. Sucesso de pública e crítica!

Um dos maiores fenômenos da cena teatral brasileira, é o 1º espetáculo a fazer turnê por todas as capitais do país. E, devido ao grande sucesso, o espetáculo fará nova temporada em 2017.

Uma banda tocará ao vivo canções de Herbert Vianna, Renato Russo, Nando Reis, entre outros parceiros de Cássia. E, claro, a imortalizada versão de “Malandragem”, de Cazuza e Frejat, também marca presença na playlist cheia de inesquecíveis sucessos. A direção geral é compartilhada entre o diretor dos musicais “Tim Maia” e “Cazuza”, João Fonseca, e Vinicius Arneiro.

 

 

 


Mulheres Ácidas

Mulheres Ácidas é uma divertida comédia que fala sobre as questões da mulher no século XXI.

Neste espetáculo, vamos acompanhar a história da protagonista desde sua infância até a idade madura, passando por questões como adolescência, família, casamento, filhos, profissão e amor, sempre buscando entender que mulher é essa, quais são seus novos paradigmas e quais são aqueles dos quais ela não consegue fugir.

Tudo isso interpretado por duas atrizes cômicas, num revezamento de personagens e narrativas que trarão o dinamismo cênico e o humor rápido e afiado da peça.

 

 

 


Cantando na Chuva

Montagem de espetáculo de teatro musical consagrado na Broadway, baseado em filme homônimo da MGM. Conta a história do primeiro musical de Hollywood, quando a tela “encontrou sua voz” e deixou para trás o cinema mudo. Esta produção espetacular já estrelado por Gene Kelly e Debbie Reynolds é repleta de: Encanto, romance, comédia, glamour, apresenta todas as músicas da gloriosa MGM incluindo “Good Morning”, “Make ‘em Laugh”, “Moses Supposes” e a clássica “Singin’ in the Rain”.

 

 

 

 

 


Beatles Num Céu de Diamantes

Nova temporada paulista do musical “Beatles Num Céu de Diamantes”, dirigido por Charles Möeller e Claudio Botelho, estrelado por Carol Bezerra, Felipe Tavolaro e seis atores-cantores especialmente formados para as apresentações na capital paulista, com Vanessa Gerbelli como convidada especial.

Vista por mais de 350 mil pessoas em turnês nacionais e na Europa, a montagem passeia pela obra do quarteto de Liverpool com sucessos como “Yesterday”, “Let it Be”, “Strawberry Fields Forever”, nunca cansa e nunca sai de moda. O público sempre pede mais; e após dois anos da última temporada, volta repaginado aos palcos do Teatro Folha.

 


Elis, A Musical

patrocinio-2016-elisDirigida por Dennis Carvalho, a superprodução da Aventura Entretenimento, em parceria com Buenos Dias e MRG, é um dos musicais de maior sucesso do país e traz Lílian Menezes como Elis Regina

Sucesso de público e crítica, uma das maiores produções nacionais do teatro musical volta para novas apresentações neste ano. Por conta do grande sucesso pelo país e enorme procura por ingressos em todas as cidades que passou, “Elis, A Musical” retorna para mais uma turnê que passará por Ribeirão Preto, Campinas, Belo Horizonte, Porto Alegre e Recife, atendendo a inúmeros pedidos do público.

Produzido pela Aventura Entretenimento em parceira com a Buenos Dias e a MRG, “Elis, A musical” já foi assistido por mais de 300 mil pessoas e passou por longas temporadas no Rio de Janeiro e São Paulo e turnê por quatro capitais (Belo Horizonte, Brasília, Curitiba e Porto Alegre). Para recriar momentos da vida e da trajetória da cantora gaúcha, a produção contou com um investimento de R$ 10 milhões. “Elis, A Musical” é apresentado pela Bradesco Seguros, com incentivo do Ministério da Cultura através da Lei Rouanet, com o apoio da Alelo, RIACHUELO e Localiza e Avianca como transportadora oficial.

O espetáculo tem texto de Nelson Motta e Patrícia Andrade, e conta com Dennis Carvalho em sua primeira direção para o teatro. A equipe também traz nomes como Delia Fischer (Direção Musical e Arranjos), Alonso Barros (Coreografia e Direção de Movimento), Marcos Flaksman (Direção de Arte e Cenografia), Maneco Quinderé (Desenho de Luz), Marília Carneiro (Figurino), Beto Carramanhos (Visagismo) e Marcela Altberg (Produção de Elenco), entre outros.

A atriz Lílian Menezes interpreta a cantora gaúcha; os papéis de Ronaldo Bôscoli e Cesar Camargo Mariano, os dois maridos de Elis, são interpretados por Marcelo Várzea e Claudio Lins, respectivamente. Outros 11 atores se revezam em vários papéis, em uma história que leva para o palco diversas figuras importantes da cultura nacional como Miéle, Jair Rodrigues, Tom Jobim, Ronaldo Bôscoli, Cesar Camargo Mariano, Nelson Motta, Marília Gabriela e Henfil, entre outros.

O musical emociona ao apresentar as canções que se tornaram grandes sucessos na voz de Elis Regina, como “Arrastão”, “Casa no campo”, “Águas de março”, “Dois pra lá, dois pra cá”, “Como Nossos Pais”, “Aos Nossos Filhos”, “Fascinação”, “O Bêbado e o Equilibrista”, “Madalena”, O Trem Azul” e “Redescobrir”. São mais de 40 obras que integram o repertório do espetáculo, entre músicas, medleys e vinhetas.

Em suas temporadas nos palcos brasileiros, o espetáculo se transformou no maior sucesso de público e crítica das temporadas 2013, 2014 e 2015 e recebeu os 10 dos mais importantes prêmios da cena teatral brasileira.

 


Tô Ryca

to-ryca

Selminha é uma frentista que tem a chance de deixar para trás seus dias na pobreza. Um dia, ela recebe a notícia de que um tio que ela nem sabia existir lhe deixou de herança uma grande fortuna. Mas para ganhá-la, ela precisa cumprir um desafio: gastar R$ 30 milhões em 30 dias, sem acumular nada. Se conseguir, ela finalmente será a herdeira de 300 milhões.

Mesmo com a ajuda de sua melhor amiga, Luane, Selminha vai descobrir que gastar essa fortuna em tão pouco tempo não é tarefa fácil. Até que ela encontra uma ótima solução: gastar tudo numa campanha milionária para se tornar a primeira “prefeita do povo” do Rio de Janeiro, enfrentando nas urnas o almofadinha Falácio Fausto.

 


Forever Young

destaque-patrocinios-eventosA comédia musical segue um roteiro diferente ao abordar a questão da exclusão social na terceira idade e outros problemas da velhice. Seis atores representam idosos acima de 85 anos, que passam o dia num “retiro para artistas” sob a supervisão de uma enfermeira (interpretada pela atriz Marisa Orth, que quando se ausenta dá liberdade para a transformação dos personagens. A previsão de estreia é para o primeiro semestre de 2016, com apresentações em 10 cidades.

 

 


Quatro Faces do Amor

patrocinio-2016-quatrofaces

É uma deliciosa comédia romântica musical, contando os encontros e desencontros, as venturas e desventuras de Duda & Cacau: golpes do destino, ciúmes desmedidos, impulsos, fetiches, brigas, alegrias, situações inusitadas e cenas de paixão que nos fazem ver o amor como um sonho a ser alcançado, e que nos fazem pensar (ou repensar) nossas relações como aventuras possíveis e reais.

Tudo isso seria mais simples se DUDA não fosse o apelido de Eduardo e, ao mesmo tempo, o apelido de Eduarda. E, ainda, se CACAU não fosse o nome pelo qual Cláudia é chamada, e, também, o nome pelo Cláudio é conhecido.

Nessa gostosa brincadeira que tem inicio no alto de um prédio (em seu heliporto), duas atrizes e dois atores vivendo os personagens Duda & Cacau, lançando luz sobre quatro das diversas possibilidades do amor, contando e cantando suas próprias histórias através da música e poesia de Ivan Lins e do texto ágil e brilhante de Eduardo Bakr.

 


Meu Amigo Charlie Brown

patrocinio-2015-meu-amigoUm dos espetáculos musicais com maior número de montagens na história do teatro americano You’re a Good Man, Charlie Brown agora nos palcos brasileiros como MEU AMIGO, CHARLIE BROWN. O texto original de Charles M. Schulz foi traduzido e adaptado por Mariana Elisabetsky, com direção e coreografia de Alonso Barros.

Uma superprodução para todas as idades, bom para as crianças e melhor ainda para os adultos que acompanham estes personagens desde os anos 50. Uma história que celebra a amizade e traz personagens humanos, repletos de dilemas atuais que culminam em situações muito engraçadas, mas que mostram de maneira genuína que a felicidade está presente nas pequenas coisas, nos pequenos gestos. Baseada na célebre história em quadrinhos criada pelo desenhista Charles M. Schulz em 1950 e até hoje publicada em milhares de jornais de todo o mundo.

No papel do emblemático Snoopy o ator Tiago Abravanel de volta aos palcos dos musicais depois do grande sucesso de Tim Maia, Vale Tudo – o musical. O elenco também é formado por Leandro Luna (Charlie Brown), Mariana Elisabetsky (Sally Brown), Paula Capovilla (Lucy Van Pelt) Os personagens Schroeder e Linus Van Pelt serão escolhidos em audição, assim como o Swing masculino.

As canções originais são de Clark Gesner, canções adicionais de Andrew Lippa. Direção original de You’re A Good Man, Charlie Brown (versão 1999), de Michael Mayer. A cenografia de Chris Ayzner e os figurinos de Jô Resende são uma releitura da criação de Schulz, contudo não perdem a identidade e referências desse artista. A iluminação é de Paulo César Medeiros e a Realização da Néctar Cultural que traz à frente da produção Danny Olliveira e Leandro Luna.

Uma das histórias em quadrinhos mais populares e queridas de todos os tempos, o Peanuts da turma de Charlie Brown, Snoopy, Lucy e cia., foi adaptada para diversas formas de entretenimento: cinema, séries e especiais de TV, discos, livros, parques temáticos e, claro, espetáculos musicais. You’re a Good Man, Charlie Brown estreou Off-Broadway em 1967, com cerca de 1600 apresentações. Uma segunda versão seria montada em 1971. A versão definitiva é a de 1999, da qual Meu Amigo, Charlie Brown foi adaptada e recebeu dois prêmios Tony (melhor ator e melhor atriz em musical) e três prêmios Drama Desk (melhor remontagem de musical, melhor ator e melhor atriz). Essa montagem teve duas adaptações para a TV americana: um especial com atores na rede NBC e um especial de animação na CBS.

No Brasil a mesma montagem ganhou em 2010 o prêmio FEMSA Coca-Cola para melhor cenário, produção e atriz coadjuvante.

 


Mamonas, o musical

mamonas

“A dramaturgia não é linear e sim irreverente, como o perfil teatral do Mamonas Assassinas. O olhar dos 5 meninos de Guarulhos está retratado no texto. É como se o Dinho, Bento, Samuel, Júlio e o Sérgio contassem a trajetória do grupo desde o tempo em que eram desconhecidos, quando animavam festas de condomínios, até o reconhecimento nacional”, detalha o autor Walter Daguerre. A banda entrou para a história como o maior fenômeno da indústria fonográfica nacional: No 1° e único disco, vendeu mais de 3 milhões de cópias.

Os atores Ruy Brissac, Adriano Tunes, Yudi Tamashiro, Elcio Bonazzi e Arthur Ienzura formam o quinteto que teve uma carreira apoteótica nos anos 90 e que, num terrível acidente aéreo, há 20 anos, deixou a cena pop brasileira.

Walter Daguerre, traz para o texto uma estética de brincadeira que permeia todo o espetáculo, apresentando a mesma descontração e o escracho que a banda demonstrava dentro e fora dos palcos. A direção de José Possi Neto constrói uma narrativa não linear como forma de explorar ainda mais o humor. Os figurinos de Fábio Namatame, entre eles as fantasias de presidiários, Robin e Chapolin, ressaltam a comicidade do musical.

 


Risadaria

patrocinio-2015-risadariaCom formato de festival multi-plataformas, entre eles o famoso stand-up comedy, o Risadaria em São Paulo já é considerado o maior festival de humor do mundo. A 6ª edição do projeto Risadaria teve 24 dias de atrações em mais de 25 locais na cidade de São Paulo, com preços populares ou gratuidade. A novidade em 2015 foi que, com o patrocínio da Eurofarma, o festival conseguiu chegar a mais 10 capitais, com três dias de apresentações teatrais no Rio de Janeiro, Ribeirão Preto/SP, Porto Alegre, Belo Horizonte, Recife, Florianópolis, Brasília, Salvador, Fortaleza e Belém, totalizando um público de 1,5 milhão de espectadores.

 


Mulheres à Beira de um Ataque de Nervos

patrocinio-2015-mulheres-a-beiraA comédia musical adaptada do filme do espanhol Pedro Almodóvar teve direção assinada por Miguel Falabella, com estreia em São Paulo, no Teatro Procópio Ferreira, em novembro. Em uma cobertura luxuosa da Espanha, em 1987, três mulheres têm suas histórias de problemas amorosos cruzadas, em um dia conturbado. O espetáculo brasileiro mantém as músicas de David Yazbek, da adaptação para o teatro na Broadway. No elenco estão Marisa Orth, Totia Meireles, Juan Alba, entre outros.

 

 

 


220 Volts

patrocinio-2015-220-voltsO programa de sucesso na TV paga ganhou versão para o teatro, somente com personagens femininas de destaque, como a Senhora dos Absurdos e Ivonete. Além de protagonizar o espetáculo, o comediante Paulo Gustavo também assina o texto e direção, em parceria com Fil Braz. A peça estreou em São Paulo no Teatro Procópio Ferreira no dia 14 de março, com público de mais de 50 mil espectadores.

 

 

 

 


O Corpo de Som

Espetáculo de dança inédito produzido pela Cia Dança Vida, com música composta pelo percussionista Naná Vasconcelos. A proposta é chamar atenção para as sutilezas sonoras do corpo. No segundo semestre de 2015, o show percorreu diversas cidades, como São Paulo, Ribeirão Preto e Campinas, no interior paulista, incluindo apresentações gratuitas em escolas públicas, além de oficinas de dança em núcleos comunitários.

 


O Quebra Nozes

patrocinio-2015-o-quebra-nozesSucesso na Broadway, na TV e no cinema, o espetáculo Vidas Privadas, do dramaturgo inglês Noel Coward (1899-1973), estreou no Teatro Jaraguá, na capital paulista, com patrocínio da Eurofarma. Escrito em 1930, o texto conta a história do casal Elyot Chase (interpretado por José Roberto Jardim) e Amanda Prynne (Lavínia Pannunzio), divorciados há cinco anos, que, ao se reencontrarem durante a lua de mel, com seus respectivos novos pares (papéis de Daniel Alvim e Maria Helena Chira), veem o amor renascer e resolvem fugir para Paris. O fato desencadeia uma hilária trajetória com diálogos divertidíssimos.