O Comitê de Recursos Naturais da Eurofarma, criado em 2014, tem entre seus desafios mapear e modificar a matriz energética da empresa ao longo do tempo, por meio da participação cada vez maior de fontes renováveis de energia.

O Complexo Industrial de Itapevi, que concentra aproximadamente 80% da produção de medicamentos, conta um complexo projeto para geração de energia fotovoltaica, obtida diretamente a partir da radiação solar, por meio de células solares, nesta fase instaladas nos telhados do Almoxarifado de produtos acabados. As próximas etapas abrangem a implantação de placas fotovoltaicas nos postes (iluminação externa) de todo o Complexo. No momento, mais de 180 KW de energia limpa é obtida por este método, considerado o melhor no mundo para a geração de energia renovável.

Outra medida adotada, em 2014, para a redução do consumo de energia e geração e descarte de resíduos perigosos foi a substituição de lâmpadas fluorescentes por iluminação Led em diversas unidades da empresa, incluindo o Complexo Industrial de Itapevi, onde foram instaladas 4.450 lâmpadas Led, e a planta em Ribeirão Preto, com 2.580 lâmpadas Led.

Desde 2013, para garantir o abastecimento e a qualidade do fornecimento de energia, funciona na Unidade em Itapevi uma subestação de energia, que dobrou a capacidade energética no local. Com o custeio de toda a linha de transmissão, a empresa contribui para o atendimento à demanda crescente do polo industrial do município e, consequentemente, com o desenvolvimento econômico local.