Na cidade do interior paulista está localizada a fábrica para produção de SPGV (Soluções Parenterais de Grande Volume), sendo a planta com maior capacidade nominal do país, suportando 11 milhões de unidades por mês. Situada estrategicamente na região do aquífero Guarani, possibilita o acesso à água de qualidade para a produção de soros. Ao final de 2015, a planta iniciou a produção de dois produtos de uso hospitalar – moxifloxacino e linezolida.