Doar sangue é um ato de solidariedade. Por isto, foi criado o Dia Mundial do Doador de Sangue, celebrado no dia 14 de junho de cada ano, que, além de conscientizar sobre a importância das doações é também uma oportunidade para agradecer aos doadores¹.

A transfusão de sangue é um direto humano e, a cada poucos segundos, alguém, em algum lugar, precisa de sangue¹. Apesar da ciência ter avançado em várias áreas, ainda não foi descoberto um substituto para o sangue humano². O sangue e os hemocomponentes são essenciais para o manejo adequado de hemorragias relacionadas à gravidez e ao parto; crianças que sofrem com anemia grave por malária e desnutrição; pacientes com doenças do sangue e da medula óssea, doenças genéticas e condições de imunodeficiência; vítimas de traumas, emergências, desastres e acidentes, bem como pacientes submetidos a procedimentos médicos e cirúrgicos avançados¹.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda que 5% da população seja doador de sangue regular para que os estoques dos hemocentros possam atender confortavelmente as necessidades da população. No entanto, estima-se que apenas de 2% a 2,5% da população brasileira seja doador. Dessa forma, quando alguém precisa realizar uma transfusão de sangue, o único caminho possível é contar com o gesto solidário das pessoas².

 

Curiosidades sobre a doação de sangue:

  • Cada doação pode salvar a vida de até quatro pessoas²;
  • Após a doação, o sangue tende a voltar ao normal rapidamente sendo que o organismo repõe todo o volume de sangue doado nas primeiras 24 horas³;
  • Adolescentes de 16 e 17 anos podem doar sangue, caso cumpram os requisitos básicos, mas precisam de autorização dos pais ou responsável³;
  • Doar não engorda e nem emagrece. O volume de liquido é reposto em 24 horas³;
  • O doador não tem risco de contagio de doenças, todo o material utilizado é descartável, não há contato com sangue de outra pessoa³;
  • Não pode doar sangue após ter sido vacinado. Vacinas para hepatite B, impedem a doação por 48 horas. Já a vacina da influenza (gripe) impede a doação por quatro semanas³;
  • As mulheres podem doar sangue durante a menstruação, pois a perda de sangue que ocorre durante este período é prevista pelo corpo da mulher e seu organismo está adaptado a fazer a reposição necessária. Em cada doação de sangue são coletados em torno de 450 mL de sangue, o que corresponde menos de 10% do total de volume sanguíneo. Essas células sanguíneas doadas são repostas pelo organismo ao longo do tempo e não fará falta no desempenho das funções metabólicas da pessoa que doou³;
  • Doar sangue é um processo rápido. Na primeira vez que o doador entra no banco de sangue, ele gasta em torno de duas horas. Nas próximas vezes, o tempo gasto é entre 60-75 minutos³;
  • Mulheres grávidas ou que estejam amamentando não devem doar. As lactantes devem aguardar 12 meses após o parto. E no período pós-parto, a mulher poderá ser doadora após 90 dias, em casos de parto normal e 180 dias em cesárias³.

 

Para ser um doador a pessoa deve²:

  • Estar em boas condições de saúde;
  • Ter entre 16 e 69 anos, desde que a primeira doação tenha sido feita até 60 anos;
  • Ter peso mínimo de 50 kg;
  • Estar descansado: ter dormido pelo menos 6 horas nas últimas 24 horas;
  • Estar bem alimentado, evitando alimentos gordurosos nas 4 horas anteriores à doação e não ter ingerido bebidas alcoólicas nas últimas 12 horas antes de doar sangue;
  • Homens: 60 dias entre as doações, respeitando o limite máximo de 4 doações no período de 12 meses;
  • Mulheres: 90 dias entre as doações, respeitando o limite máximo de 3 doações no período de 12 meses.
  • É necessário apresentar um documento de identidade original.

 

Fontes:
1– Dia Mundial do Doador de Sangue 2019 | Sangue seguro para todos – Organização Pan-Americana de Saúde. Disponível em: https://www.paho.org/bra/index.php?option=com_content&view=article&id=5950:diadoadorsangue2019&Itemid=838. Último acesso no dia 5 de junho de 2020.
2- Doação de sangue – Biblioteca Virtual do Governo de São Paulo. Disponível em http://www.bibliotecavirtual.sp.gov.br/temas/saude-e-qualidade-de-vida/doacao-de-sangue.php. Último acesso no dia 5 de junho de 2020.
3- Mitos e Verdades sobre a doação de sangue – Portal Fiocruz. Disponível em https://portal.fiocruz.br/noticia/mitos-e-verdades-sobre-doacao-de-sangue. Último acesso no dia 05 de junho de 2020.