O sono é um estado marcado pela diminuição da consciência, redução dos movimentos musculares esqueléticos e lentidão do metabolismo¹Tem função restauradora essencial e importante papel na consolidação da memória¹. A propensão a dormir depende de dois fatores principaisa quantidade acumulada de privação de sono e a fase do relógio circadiano, que aumenta o sono à noite¹. 

Embora estejamos ainda tentando responder com exatidão a razão pela quauma pessoa necessita dormir, estudos mostraram que o sono é necessário para a sobrevivência¹. Outros estudos sugerem que sua privação afeta negativamente o sistema imunológico¹ 

O sono parece necessário para que nosso sistema nervoso funcione normalmente¹Quando muito curto deixa-nos no dia seguinte sonolentos e incapazes de nos concentrarmos¹. Também nos leva a falhas de memória e de desempenho físico e reduz nossa habilidade de realizar cálculos matemáticos¹ 

Se a privação de sono continuar, podem-se desenvolver alucinações e alterações do humor¹Alguns pesquisadores acreditam que dormir dá aos neurônios usados durante a vigília a chance de se desligarem e de serem reparados¹. Sem essas horas, os neurônios podem sofrer perda de energia ou então serem poluídos por subprodutos da atividade celular normal que os levam a funcionar imperfeitamente¹O sono também dá ao cérebro a chance de exercitar importantes conexões neuronais que, de outro modo, poderiam se deteriorapor falta de atividade¹ 

 

Duração de sono² 

O recém-nascido dorme em média de 14 a 18 horas por dia, intercalando períodos acordado a cada 3 ou 4 horas. Este número de horas dormindo é importante para o crescimento e desenvolvimento, principalmente neuronal.  

Dos 3 aos 5 anos de idade (chamados de idade pré-escolar) o volume de horas de sono é de 13 a 15 horas, com períodos de cochilos durante o dia. Já entre 6 e 12 anos (idade escolar) é de 9 a 11 horas por dia, não havendo mais a necessidade de cochilo diurno, sendo normal a persistência de um cochilo durante o dia para algumas crianças. 

A adolescência é caracterizada por uma situação especial e passageira de mudanças no padrão de sono, com a necessidade de 8 a 10 horas. Nesta fase da vida existe um atraso de fase do sono, no qual o adolescente apresenta a tendência a dormir mais tarde e acordar mais tarde. Isso acontece devido a uma mudança natural no ritmo, que pode promover desajuste com a prática dos horários escolares e outros compromissos sociais. 

Na vida adulta, a necessidade da maioria da população varia de 7 a 9 horas, sendo a média de 8 horas. Com o avançar da idade, a necessidade pode sofrer um decréscimo pequeno, apresentando uma duração de 7 a 8 horas. Porém, os idosos podem manifestar mais despertares noturnos e a tendência ao avanço de fase do sono, ou seja, tendência a dormir mais cedo e acordar mais cedo, podendo ceder mais facilmente a necessidade de cochilar durante o dia.  

 

Dicas para uma boa qualidade do sono³ 

  • Estabeleça horários para deitar e acordar; 
  • Mantenha o quarto confortável, controlando a temperatura, luminosidade e barulho; 
  • Evite o uso de aparelhos eletrônicos (celular, computador e televisão próximos do horário de dormir); 
  • Evite consumir café ou outras bebidas estimulantes à noite; 
  • Evite bebidas alcoólicas à noite; 
  • Não fique pensando em problemas do dia-a-dia e não tente fazer planejamentos no horário de dormir. 

  

Fontes: 
1- Sono – Scielo Books. Disponível em http://books.scielo.org/id/3qp89/pdf/jansen-9788575413364-09.pdf. Último acesso em 11 de março de 2020.  
2 – Duração do sono necessária para cada faixa etária – Semana do Sono 2020. Disponível em http://www.semanadosono.com.br. Último acesso em 11 de março de 2020. 
3 – Dicas para uma boa qualidade do Sono – Semana do Sono 2020. Disponível em http://www.semanadosono.com.br/dicas.html. Último acesso em 11 de março de 2020.