Conhecida como um problema bem comum da adolescência, a acne também atinge uma parcela considerável de mulheres adultas: quase 40% delas, com idades entre 20 e 40 anos, sofrem com o problema.

A acne na fase adulta não é a mesma daquela que aparece na adolescência. Disfunção hormonal, hereditariedade, exposição à luz ultravioleta, estresse, ovários policísticos, alimentação, colesterol e obesidade podem ser as causas deste problema em mulheres. Como seus fatores são diversos, é preciso investigar caso a caso com ajuda médica para determinar o melhor tratamento.

Assim como a acne é diferente em cada fase da vida, o tratamento para cada uma delas também, devendo sempre haver acompanhamento médico.

Além desses tratamentos que ajudam no controle da acne, é recomendado manter uma rotina de cuidados diários. Lavar o rosto com produtos próprios para esta finalidade, utilizar protetor solar e hidratantes indicados para pele oleosa são alguns deles. Vale ressaltar que todos os produtos utilizados para o combate à acne devem ser livres de óleo.

Uma alimentação saudável também é essencial para combater espinhas. Alimentos ricos em açúcar e em gordura devem ser consumidos com cuidado, pois podem agravar o problema.