A Aids é uma doença contagiosa que ataca o sistema imunológico, conhecida como Síndrome da Imunodeficiência Adquirida, causada pelo vírus HIV. A infecção ataca as células do sistema imunológico e destrói os glóbulos brancos.

Causas
A doença pode ser transmitida de diversas formas, sendo as principais: relações sexuais desprotegidas, transfusão de sangue, compartilhamento de agulhas e/ou objetos cortantes com resíduos de sangue. A doença também pode ser transmitida de mão para filho durante a gestação.
Mesmo sem apresentar sintomas da doença, é importante ressaltar que o indivíduo portador do HIV pode transmitir o vírus para outras pessoas.

Sintomas
O portador do vírus HIV pode ficar até 10 anos sem apresentar sintomas da doença. Febre, fraqueza, diarreia e perda de peso sem causa aparente, gânglios nas axilas, virilhas e pescoço, podem ser alguns dos sintomas da fase sintomática inicial da Aids. Já na infecção aguda, febre, afecção dos gânglios linfáticos, faringite, dores musculares e nas articulações, ínguas e manchas na pele, feridas na área da boca, esôfago e órgãos genitais, náuseas e vômitos, dores de cabeça, perda de peso são os principais sintomas.

Com o avanço da infecção, podem surgir doenças oportunistas como pneumonia, alguns tipos de câncer, entre outras, que podem levar o doente a morte.

Em crianças que nascem infectadas, os sintomas mais comuns são problemas nos pulmões, diarreia e atrasos no desenvolvimento.

Diagnóstico
O diagnóstico da doença é feito com a realização de exame de sangue.

Prevenção
Utilizar preservativo nas relações sexuais, usar seringas ou agulhas descartáveis, exame prévio em sangue a ser transfundido e utilização de luvas quando estiver em contato com feridas ou líquidos potencialmente contaminados.

Tratamento
Apesar de não ter cura, o Governo oferece tratamento antirretroviral gratuito aos portadores do vírus HIV, que podem prolongar a sobrevida e melhorar a qualidade de vida do paciente.