Site

A região da cabeça e pescoço contempla órgãos que podem ser atingidos pelo câncer como a boca e a laringe. O câncer de boca, por exemplo, afeta os lábios e o interior da cavidade oral como gengivas, bochechas, céu da boca e língua (1); já o câncer de laringe é um dos mais comuns que atingem a região (2).

Entenda as diferenças, possíveis causas, diagnósticos e sintomas de cada um deles:

Câncer de boca

Estima-se que os casos anuais sejam de 14.700 (1), sendo que 11.200 em homens e 3.500 em mulheres (1). Além disso, os casos de câncer de lábio são mais comuns em pessoas brancas e ocorrem mais frequentemente no lábio inferior (1).

Existem alguns sintomas que podem ser observados (3):

  • Lesões na boca ou nos lábios que não cicatrizam por mais de 15 dias;
  • Manchas/placas vermelhas ou esbranquiçadas na língua, gengiva, céu da boca ou bochecha;
  • Nódulos no pescoço;
  • Rouquidão persistente;
  • Dificuldade na mastigação/engolir;
  • Dificuldade na fala;
  • Sensação de ter algo preso na garganta.

Alguns fatores de risco podem ser destacados (4):

  • Tabaco;
  • Consumo de bebidas alcoólicas;
  • Vírus HPV;
  • Radiação solar sem proteção.

Caso seja detectado algum sintoma, é necessário procurar um médico especializado.

Câncer de laringe

Este tipo de câncer acomete, na maioria dos casos, homens (2) e representa cerca de 25% dos tumores malignos na região e 2% de todas as doenças malignas (2). Estima-se cerca de 7.670 casos todos os anos, sendo 6.390 em homens e 1.280 em mulheres (2).

Alguns sintomas devem ser observados, mas é importante saber que eles variam de acordo com a região da doença. São eles (5):

  • Dor de garganta;
  • Rouquidão contínua;
  • Alteração na qualidade da voz;
  • Dificuldade de engolir;
  • Sensação de “caroço” na garganta;
  • Dispneia – dificuldade para respirar/falta de ar.

O álcool e o tabaco são fatores de extremo risco para o desenvolvimento de câncer de laringe (6). Os fumantes têm 10 vezes mais chance de desenvolver este tipo de câncer (6), e as pessoas que combinam tabagismo com álcool têm 43 vezes mais chance (6). Outros fatores que podem colaborar (6):

  • Má alimentação – falta de vitaminas, proteínas, verduras e legumes;
  • Estresse;
  • Mau uso da voz – falar muito alto e sem pausas causa os chamados calos vocais.

O sintoma mais comum, no entanto, é a rouquidão persistente e sem motivo aparente, que dura mais de duas semanas (7). Caso tenha dúvidas, procure um médico.

 

Fontes:
1- INCA (Instituto Nacional de Câncer) – Câncer de boca. Disponível em http://www2.inca.gov.br/wps/wcm/connect/tiposdecancer/site/home/boca/definicao
2- INCA (Instituto Nacional de Câncer) –Câncer de laringe. Disponível em http://www2.inca.gov.br/wps/wcm/connect/tiposdecancer/site/home/laringe
3- INCA (Instituto Nacional de Câncer) – Câncer de boca – sintomas. Disponível em http://www2.inca.gov.br/wps/wcm/connect/tiposdecancer/site/home/boca/sintomas
4- INCA (Instituto Nacional de Câncer) – Câncer de boca – prevenção. Disponível em  http://www2.inca.gov.br/wps/wcm/connect/tiposdecancer/site/home/boca/prevencao 
5- INCA (Instituto Nacional de Câncer) – Câncer de laringe – sintomas. Disponível em http://www2.inca.gov.br/wps/wcm/connect/tiposdecancer/site/home/laringe/sintomas
6- INCA (Instituto Nacional de Câncer) – Câncer de laringe – prevenção. Disponível em http://www2.inca.gov.br/wps/wcm/connect/tiposdecancer/site/home/laringe/prevencao
7- INCA (Instituto Nacional de Câncer) – Câncer de laringe – detecção precoce. Disponível em http://www2.inca.gov.br/wps/wcm/connect/tiposdecancer/site/home/laringe/deteccao_precoce