Dicionário da Saúde | Por: Eurofarma Laboratórios

Catarata

Catarata é a principal causa de perda de visão no mundo. De evolução lenta e progressiva, a doença é uma opacidade parcial ou total do cristalino, que é uma lente biconvexa natural do olho, localizada atrás da pupila.

Quando a catarata surge, o cristalino perde a sua transparência natural e torna-se progressivamente opaco, fazendo com que a visão fique embaçada ou enevoada. Estima-se que quase metade da população mundial com mais de 65 anos tem catarata. Em casos avançados, o paciente perde a visão por completo.

Causas

A causa mais comum da catarata é o envelhecimento natural do cristalino pela idade, conhecida por catarata senil. Porém, existem outros tipos de catarata. São eles:

– Catarata congênita, aquela que aparece logo no nascimento ou ao longo do primeiro ano de vida da criança.

– Catarata traumática que surge após algum trauma no olho, como batidas e cirurgias.

– Catarata por irradiação que surge depois da exposição à irradiação ionizante, como em pacientes em radioterapia em regiões próximas ao olho.

– Catarata secundária a drogas que surge após o uso contínuo de fármacos por muitos anos.

Algumas situações também podem aumentar o risco de lesão do cristalino, e contribuir apara o surgimento mais precoce da catarata.

Entre eles estão:

– Tabagismo

– Consumo excessivo de álcool

– Obesidade

– Doenças como diabetes e hipertensão arterial

– Sedentarismo

– Exposição excessiva à radiação solar

– Histórico familiar

Sintomas

Por ser um processo lento e gradual, no início a catarata pode passar despercebida. Mesmo atingindo, geralmente os dois olhos, a doença costuma apresentar estágios diferentes em cada um deles.

Os primeiros sintomas são a dificuldade de enxergar em locais com pouca iluminação, dificuldades para ler placas e letras pequena e também de dirigir à noite. O paciente também pode se queixar de perda de contraste das cores e precisar trocar frequentemente o grau de seus óculos, sem presentar melhora na visão.

Após muitos anos com o problema, é possível ver o cristalino opacificado por meio da pupila, que se torna acinzentada.

Fique atento ao aparecimento de sintomas como: visão nublada ou confusa, visão com brilho de lâmpadas ou sol, visão dupla e dificuldade em fazer as atividades diárias por causa da visão.

Tratamento

Óculos e lentes de aumento podem aliviar os sintomas nas fases iniciais da catarata, mas apenas a cirurgia é um tratamento efetivo contra a doença e é indicada quando a opacificação do cristalino começa a interferir nas atividades comuns do dia a dia.

Em crianças, o tratamento é diferente. Assim que diagnosticada a catarata, a cirurgia deverá ser programada, pois a doença atrapalha o desenvolvimento normal dos olhos nos bebês.

Diagnóstico

Para diagnosticar catarata, o médico irá rever o histórico médico do paciente, analisar os sintomas e realizar um exame oftalmológico. O médico pode realizar vários testes, incluindo:

  • Teste de acuidade visual
  • Exame de lâmpada de fenda
  • Exame de retina
  • Oftalmoscopia
  • Tonometria.

Prevenção

Evitar o tabagismo e diminuir o consumo de álcool, usar óculos de sol, manter o peso controlado, ter uma dieta saudável e fazer exames oftalmológicos regularmente podem contribuir para a prevenção da catarata.