Câncer de próstata é o tumor que afeta a próstata, glândula localizada abaixo da bexiga e que envolve a uretra, canal que liga a bexiga ao orifício externo do pênis¹. No Brasil, o câncer de próstata é o segundo mais comum entre os homens (atrás apenas do câncer de pele não-melanoma)². A taxa de incidência é maior nos países desenvolvidos em comparação aos países em desenvolvimento². 

 

Mais do que qualquer outro tipo, é considerado um câncer da terceira idade, já que cerca de 75% dos casos no mundo ocorrem a partir dos 65 anos². O aumento observado nas taxas de incidência no Brasil pode ser parcialmente justificado pela evolução dos métodos diagnósticos (exames), pela melhoria na qualidade dos sistemas de informação do país e pelo aumento na expectativa de vida².  Alguns desses tumores podem crescer de forma rápida, espalhando-se para outros órgãos e podendo levar à morte². A maioria, porém, cresce de forma tão lenta (leva cerca de 15 anos para atingir 1 cm³) que não chega a dar sinais durante a vida ². 

 

O que é próstata?¹ 

A próstata é umaglândula presente apenas nos homens, localizada nafrente do reto, abaixo da bexiga, envolvendo a parte superior da uretra (canal por onde passa a urina). A próstata não é responsável pela ereção nem pelo orgasmo. Sua função é produzir um líquido que compõe parte do sêmen, que nutre e protege os espermatozoides. Em homens jovens, a próstata possui o tamanho de uma ameixa, mas seu tamanho costuma aumentar com o avançar da idade. 

 

Fatores de risco² 

Existem alguns fatores que podem aumentar as chances de um homem desenvolver câncer de próstata. São eles: 

 

Idade – o risco aumenta com o avançar da idade. No Brasil, a cada dez homens diagnosticados com câncer de próstata, nove têm mais de 55 anos. 

 

Histórico de câncer na família – homens cujo pai, avô ou irmão tiveram câncer de próstata antes dos 60 anos, fazem parte do grupo de risco. 

 

Sobrepeso e obesidade – estudos recentes mostram maior risco de câncer de próstata em homens com peso corporal mais elevado. 

 

Sinais e sintomas² 

Na fase inicial, o câncer de próstata pode não apresentar sintomas e, quando apresenta, os mais comuns são: 

 

  • Dificuldade de urinar;
  • Demora em começar e terminar de urinar;
  • Sangue na urina;
  • Diminuição do jato de urina;
  • Necessidade de urinar mais vezes durante o dia ou à noite.

 

Esses sinais e sintomas também ocorrem devido a doenças benignas da próstata. Por exemplo: 

 

  • Hiperplasia benigna da próstata é o aumento benigno da próstata. Afeta mais da metade dos homens com idade superior a 50 anos e ocorre naturalmente com o avançar da idade;
  • Prostatite é uma inflamação na próstata, geralmente causada por bactérias.

 

Na presença de sinais e sintomas, recomenda-se a realização de exames para investigar o câncer de próstata. 

 

Diagnóstico¹ 

Para investigar os sinais e sintomas de um câncer de próstata e descobrir se a doença está presente ou não, são feitos basicamente dois exames iniciais.  

 

Exame de toque retal – o médico avalia tamanho, forma e textura da próstata, introduzindo o dedo protegido por uma luva lubrificada no reto. Este exame permite palpar as partes posterior e lateral da próstata. 

 

Exame de PSA – é um exame de sangue que mede a quantidade de uma proteína produzida pela próstata – Antígeno Prostático Específico (PSA). Níveis altos dessa proteína podem significar câncer, mas também doenças benignas da próstata. 

 

Para confirmar o câncer de próstata é preciso fazer uma biópsia. Nesse exame são retirados pedaços muito pequenos da próstata para serem analisados no laboratório. A biópsia é indicada caso seja encontrada alguma alteração no exame de PSA e/ou no toque retal.  

 

Tratamento² 

Para doença localizada (que só atingiu a próstata e não se espalhou para outros órgãos), cirurgia, radioterapia e até mesmo observação vigilante (em algumas situações especiais) podem ser oferecidos.  

 

Para doença localmente avançada, radioterapia ou cirurgia em combinação com tratamento hormonal têm sido utilizados. Para doença metastática (quando o tumor já se espalhou para outras partes do corpo), o tratamento mais indicado é a terapia hormonal.  A escolha do tratamento mais adequado deve ser individualizada e definida após médico e paciente discutirem os riscos e benefícios de cada um. 

 

Fontes: 
1 – Câncer de próstata: causas, sintomas, tratamentos, diagnóstico e prevenção – Ministério da Saúde. Disponível em http://www.saude.gov.br/saude-de-a-z/cancer-de-prostata. Último acesso em 23 de outubro de 2019. 
2 – Câncer de Próstata – INCA (Instituto Nacional de Câncer – Disponível em https://www.inca.gov.br/tipos-de-cancer/cancer-de-prostata. Último acesso em 23 de outubro de 2019.