O herpes-zoster é uma doença séria que pode levar a complicações e à morte. Ele é causado pelo vírus varicela-zoster, o mesmo que causa a catapora. Este vírus fica latente no organismo da pessoa durante toda a vida e pode se manifestar geralmente em pessoas acima dos 50 anos, com comprometimento do sistema imunológico ou que tenha alguma outra doença crônica (diabetes, hipertensão, Aids, câncer, entre outros)¹.

Existem complicações sérias ligadas ao herpes-zoster, por isso seu tratamento precoce é tão importante¹:

  • Infecção secundária por outras bactérias;
  • Ataxia cerebelar aguda: afeta equilíbrio, fala, deglutição, movimento dos membros do corpo;
  • Trombocitopenia: baixa quantidade de plaquetas, comprometendo a coagulação sanguínea;
  • Síndrome de Reye: doença rara que causa inflamação no cérebro e pode levar a morte;
  • Varicela disseminada ou varicela hemorrágica em pessoas com comprometimento imunológico;
  • Nevralgia pós-herpética (NPH) – dor persistente por 4 a 6 semanas após a erupção cutânea;
  • Em mulheres grávidas, pode ocorrer a infecção no feto, que pode levar a embriopatia, síndrome da varicela congênita (malformação das extremidades dos membros, microftalmia, catarata, atrofia óptica e do sistema nervoso central).

O principal sintoma é a dor que pode durar por várias semanas, seguido pelo aparecimento de lesões de coloração vermelha na pele, unilateral, não atravessando a linha média e seguindo o trajeto de um nervo, acometendo, frequentemente, o tronco, a face ou os membros. Outros sintomas que podem aparecer são mal-estar, febre, dor de cabeça e coceira no local1,2.

O tratamento é feito com analgésicos e drogas antivirais e é de extrema importância que ele seja iniciado o mais precocemente possível para diminuir a extensão, duração e gravidade da doença na sua fase aguda e aliviar a neuralgia pós-herpética2. No caso dos pacientes que evoluíram para alguma complicação, apresentando uma infecção secundária por exemplo, também será necessário o uso de antibióticos. A higiene da pele com água e sabão é importante para evitar que outras bactérias entrem no organismo por meio das feridas1,2.

A vacinação é o método preventivo mais eficiente, tanto a tomada na infância, com indicação para a catapora, quanto uma específica para adultos, contra herpes-zoster.

 

 

Fontes:
1- Herpes (Cobreiro): causas, sintomas, tratamento, diagnóstico e prevenção – Ministério da Saúde Brasil. Disponível em: https://saude.gov.br/saude-de-a-z/herpes-zoster. Último acesso em 11 de setembro de 2020.
2- Herpes Zoster – Sociedade Brasileira de Dermatologia. Disponível em: https://www.sbd.org.br/dermatologia/pele/doencas-e-problemas/herpes-zoster/97/. Último acesso em 11 de setembro de 2020.