Diferenças entre Hipertiroidismo e Hipotiroidismo

A tireoide ou tiroide é uma glândula que fica localizada na parte anterior do pescoço, logo abaixo da região conhecida como “pomo de Adão”, popularmente chamado de gogó¹. Ela age na função de órgãos importantes como o coração, cérebro, fígado e rins. Interfere, também, no crescimento e desenvolvimento das crianças e adolescentes; na regulação dos ciclos menstruais; na fertilidade; no peso; na memória; na concentração; no humor; e no controle emocional. É fundamental estar em perfeito estado de funcionamento para garantir o equilíbrio e a harmonia do organismo².    

     

A secreção aumentada dos hormônios tiroidianos provoca o hipertiroidismo e a secreção diminuída, o hipotiroidismo¹. A diferença entre essas duas doenças está não só nos sintomas e sinais que apresentam, mas, também, nas suas causas¹.   

 

O que é Hipertiroidismo? 

 

O hipertiroidismo é a manifestação clínica do excesso de hormônio tireoidiano devido às doenças que causam hiperfunção da glândula tireoide². A doença acomete 2% das mulheres e 0,2% dos homens². A Doença de Graves (bócio difuso tóxico) é a causa mais comum (60 a 80%) e típica em pacientes entre os 20 e 40 anos, seguido por bócio multinodular (10 a 30%), que é mais comum em idosos². O hipertireoidismo também pode ser induzido por uso de medicamentos³.  

 

Conheça, abaixo, alguns sintomas de hipertireoidismo4:  

  • Dificuldade de dormir  
  • Aceleração dos batimentos cardíacos  
  • Intestino solto  
  • Agitação  
  • Muita energia, apesar de muito cansaço  
  • Queda de cabelos  
  • Calor e suor exagerado.  
  • Menstruação irregular  

 

O que é Hipotiroidismo? 

 

O hipotiroidismo é a doença mais comum da tireoide com ocorrência em 2% na população geral e 15% em pessoas com mais de 60 anos, sendo oito vezes mais frequente em mulheres do que em homens4. A principal forma de apresentação (95% dos casos) é decorrente de alterações na glândula tireoide, podendo também ocorrer por outras disfunções5.  

 

Confira alguns sintomas do hipotireoidismo4:  

  • Depressão  
  • Desaceleração dos batimentos cardíacos  
  • Intestino preso  
  • Menstruação irregular  
  • Diminuição da memória  
  • Cansaço excessivo  
  • Dores musculares  
  • Sonolência excessiva  
  • Pele seca  
  • Queda de cabelo  
  • Ganho de peso  
  • Aumento do colesterol no sangue  

 

Tratamentos 

 

O tratamento do hipertiroidismo depende da causa¹. De forma geral, os medicamentos antitireoidianos podem ser utilizados para abaixar os níveis dos hormônios no sangue¹. Para pacientes com hipotireoidismo, o tratamento é realizado com reposição de hormônio tireoideano (sintetizado em comprimidos) que a glândula não é mais capaz de produzir em quantidade suficiente¹. É importante lembrar que somente um médico pode diagnosticar doenças, indicar tratamentos e receitar remédios¹.  

 

Autoexame

Se você apresenta um conjunto de sintomas, como os descritos acima, aprenda a fazer um autoexame4.

O material necessário: Copo com água e um espelho (se possível, de cabo)4. 

 

  1. Segure o espelho e procure no seu pescoço a região logo abaixo do Pomo de Adão (popularmente conhecido como gogó). Sua tireoide está localizada aí; 
  1. Estenda a cabeça para trás para que esta região fique mais exposta. Focalize-a pelo espelho; 
  1. Beba um gole de água e engula. 
  1. Com o ato de engolir, a tiroide sobe e desce. Observe se há alguma movimentação para frente ou nódulos na sua tireoide. Atenção: Não confunda a tireoide com seu Pomo de Adão. Repita este teste várias vezes até ter certeza. 
  1. Ao notar um deslocamento para frente, procure seu endocrinologista. 

 

Fontes:  
1 – MAGALHÃES, Bia. Hipertiroidismo e Hipotiroidismo: você sabe a diferença? Blog da Saúde, Ministério da Saúde. Disponível em http://www.blog.saude.gov.br/index.php/34362-hipertiroidismo-e-hipotiroidismo-voce-sabe-a-diferenca. Último acesso no dia 28 de março de 2019. 
 
2 – Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia. Tiroide. Disponível em https://www.endocrino.org.br/tireoide/Último acesso no dia 1 de abril de 2019. 
 
3 - Regula SUS – Hipertiroidismo – Universidade Federal do Rio Grande do Sul – Disponível em https://www.ufrgs.br/telessauders/documentos/protocolos_resumos/endocrino_resumo_hipertireoidismo_TSRS_20160324.pdf. Último acesso no dia 29 de março de 2019. 
 
4 – Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia – Hipertireoidismo e Hipotireoidismo. Disponível em https://www.endocrino.org.br/hipertireoidismo-e-hipotireoidismo/.. Último acesso no dia 29 de março de 2019. 
 
5 - Regula SUS – Hipotiroidismo – Universidade Federal do Rio Grande do Sul – Disponível em https://www.ufrgs.br/telessauders/documentos/protocolos_resumos/endocrino_resumo_hipotireoidismo_TSRS_20160324.pdf. Último acesso no dia 29 de março de 2019.