Popularmente conhecida como “andropausa”, essa condição atinge homens após os 50 a 55 anos e trata-se das alterações nas funções testiculares, quando uma diminuição gradual dos níveis de testosterona acontece¹. Essa queda é de 1-2%, em média, por ano, já a partir dos 45 anos. É importante ressaltar que a “andropausa” não deve ser chamada de “menopausa masculina” mesmo que alguns sintomas sejam semelhantes ao que acontece com as mulheres, pois a queda hormonal não acomete eles da mesma forma que o hormônio feminino (estrogênio) na mulher². Além disso, eles se diferem em alguns aspectos, já que esta condição não acontece com todos os homens que envelhecem, não se manifestam em uma estreita faixa etária e os sinais e sintomas não exclusivos³.  Assim, o termo mais adequado é Deficiência Androgênica do Envelhecimento Masculino (DAEM)².

Entretanto, nem todos os homens percebem os baixos índices hormonais, o que dificulta seu diagnóstico¹, mesmo quando alguns sintomas acontecem. Os principais são³:

  • Diminuição da força e da massa muscular
  • Diminuição da resistência física (fadiga)
  • Aumento da gordura (visceral)
  • Comprometimento da memória e funções cognitivas, depressão e irritabilidade
  • Diminuição da libido
  • Diminuição do número de ereções noturnas/matinais
  • Disfunção erétil

O diagnóstico geralmente é feito pelo médico urologista, que vai avaliar os sintomas e solicitar alguns exames, entre eles a dosagem sérica de testosterona baixa. O tratamento é realizado através de uma reposição de testosterona para corrigir a deficiência hormonal e aliviar os sintomas. As formulações mais utilizadas são as injetáveis de curta e longa ação (Undecilato de Testosterona ou associação de ésteres de testosterona) e as transdérmicas, em forma de solução axilar e gel cutâneo³.

 

Fontes:
1- Diagnostic of andropause: a problem not yet solved – Scielo. Disponível em https://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0004-27302008000900002. Último acesso em 13 de julho de 2020.
2- Saúde Sexual e Saúde Reprodutiva: Os homens como sujeitos de cuidado – Ministério da Saúde Brasil. Disponível em: https://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/saude_sexual_reprodutiva_homens_cuidado.pdf. Último acesso em 13 de julho de 2020.
3- “Andropausa” / Deficiência Androgênica do Envelhecimento Masculino (DAEM) – Portal da Urologia – Sociedade Brasileira de Urologia. Disponível em: https://portaldaurologia.org.br/doencas/andropausa-deficiencia-androgenica-do-envelhecimento-masculino-daem/. Último acesso em 13 de julho de 2020.