A hipertensão, também conhecida como pressão arterial alta ou elevada, é uma condição que faz com que o coração realize um esforço maior do que o normal para que o sangue seja distribuído corretamente pelo corpo. Ela acontece quando os valores das pressões máxima e mínima são iguais ou ultrapassam os 140/90 mmHg (ou 14 por 9)¹.

As pessoas com hipertensão normalmente não percebem os sintomas e, por isso, não sabem que estão com um problema. Quando aparecem, podem incluir dores de cabeça no início da manhã, sangramentos nasais, arritmia cardíaca, alterações na visão e zumbidos nos ouvidos. Nas formas mais graves, a pessoa pode sentir fadiga, náusea, vômito, confusão, ansiedade, dor no peito e tremores musculares. É importante reforçar que, se não tratada, a pressão alta pode causar dor persistente no peito (também chamada angina), ataques cardíacos, insuficiência cardíaca e batimentos cardíacos irregulares, que podem levar a uma morte súbita, além de outras graves condições, como problemas dos rins e Acidente Vascular Cerebral (AVCs – derrames)².

A detecção da hipertensão é feita com um teste rápido e indolor da pressão arterial, que pode ser realizado em casa. Entretanto, um profissional de saúde pode ajudar a avaliar quaisquer riscos ou condições associadas, sendo que o diagnóstico preciso da hipertensão e a escolha do tratamento deverá ser feito pelo médico, para evitar quaisquer erros de interpretação².

 

Mas o que fazer em caso de pressão alta?³

Se ao medir a pressão arterial for identificado que ela está alta, mas o paciente não possui nenhum sintoma associado, recomenda-se repousar de 15 a 30 minutos e repetir a medição. Se ela não baixar, é necessário procurar ajuda médica. O mesmo vale em caso de tontura, visão turva ou dificuldade para respirar.

Para controlar a pressão alta é indicado que a pessoa meça sua pressão arterial pelo menos uma vez por semana, anotando os valores para mostrar ao médico nas consultas seguinte. Se mesmo com o uso de medicamentos a pressão continuar alta, é importante consultá-lo novamente para avaliar um possível ajuste no tratamento e medicação.

Algumas dicas podem ser adotadas para ajudar a controlar melhor a pressão:

  • Emagrecer, mantendo o peso ideal;
  • Fazer uma dieta com pouco sal;
  • Praticar exercícios físicos;
  • Deixar de fumar, se for o caso;
  • Evitar ambientes estressantes;
  • Tomar sempre o medicamento que o médico indicar.

 

Fontes:
1- HIPERTENSÃO (PRESSÃO ALTA): O QUE É, CAUSAS, SINTOMAS, DIAGNÓSTICO, TRATAMENTO E PREVENÇÃO – Ministério da Saúde Brasil. Disponível em https://saude.gov.br/saude-de-a-z/hipertensao. Último acesso em 10 de maio de 2020.
2- HYPERTENSION – World Health Organization (OMS). Disponível em https://www.who.int/health-topics/hypertension. Último acesso em 10 de maio de 2020.
3- O QUE FAZER PARA BAIXAR A PRESSÃO ALTA – Tua Saúde. Disponível em: https://www.tuasaude.com/pressao-alta-o-que-fazer/. Último acesso em 10 de maio de 2020.