O câncer de mama atinge 2.1 milhões de mulheres a cada ano, segundo a Organização Mundial da Saúde, e é o que mais provoca a morte de mulheres. Estima-se que 627 mil morreram de câncer de mama no mundo em 2018¹. Por isso, conscientizá-las quanto a prevenção é tão importante e este mês foi nomeado para a realização de ações dedicadas a conscientização sobre este tipo de câncer. Outubro Rosa é um movimento internacional criado na década de 1990 pela Fundação Susan G. Komen for the Cure, e compartilha informações com o intuito de melhorar o acesso aos serviços de diagnóstico e tratamento, de forma a contribuir para a redução da mortalidade².

A detecção precoce do câncer de mama pode ser realizada por meio do ‘diagnóstico precoce’ ou do ‘rastreamento’. No diagnóstico precoce, o médico identifica os sinais e os sintomas suspeitos de câncer de mama. Os principais são³:

  • Aparecimento de nódulo mamário em mulheres com mais de 50 anos ou mulheres com mais de 30 anos, por mais de um ciclo menstrual;
  • Nódulo mamário duro e fixo ou que aumenta de tamanho, em mulheres adultas, independentemente da idade;
  • Aumento progressivo do tamanho da mama com a presença de sinais de edema, como pele com aspecto de casca de laranja;
  • Retração na pele da mama ou mudança no formato do mamilo.

Os médicos aconselham que as mulheres apalpem as mamas (no banho ou ao trocar de roupa) para notar qualquer alteração. Não existe uma técnica ou uma periodicidade. Os médicos incentivam que seja feito sempre que a mulher se sentir confortável, valorizando a descoberta casual das alterações nas mamas. Nas mulheres que ainda menstruam, é aconselhado realizar o auto exame logo após o ciclo menstrual.

Já o método de rastreamento é realizado em mulheres de 50 a 69 anos, através do exame da mamografia, feito a cada dois anos. Este exame usa raios X de baixa energia para identificar anormalidades na mama¹.

Saiba como realizar o autoexame neste link aqui (apenas em português).

Você sabia que simples hábitos podem ajudar a salvar vidas? Clique abaixo e confira a cartilha com as dicas!

Fontes:
1- Breast cancer – World Health Organization. Disponível em: https://www.who.int/cancer/prevention/diagnosis-screening/breast-cancer. Último acesso em 28 de setembro de 2020.
2- Outubro Rosa – Instituto Nacional do Câncer. Disponível em: https://www.inca.gov.br/campanhas/outubro-rosa. Último acesso em 28 de setembro de 2020.
3- Detecção precoce do câncer de mama – Instituto Nacional do Câncer. Disponível em: https://www.inca.gov.br/controle-do-cancer-de-mama/acoes-de-controle/deteccao-precoce. Último acesso em 28 de setembro de 2020.