Toda embalagem traz informações sobre a classificação de venda dos medicamentos. Mas você sabe qual é a diferença entre uma embalagem com tarja vermelha e preta?

15

Medicamentos de tarja vermelha
Só podem ser vendidos com a apresentação da prescrição médica, pois são indicados para problemas de saúde considerados graves e podem causar reações adversas acentuadas, o que faz o acompanhamento médico ser essencial. Na maioria dos casos, podem ser comprados com uma receita simples, mas há situações nas quais é necessária a apresentação de receituário de cor branca em duas vias, sendo que uma delas fica retida na farmácia (medicamento controlado).

Medicamentos de tarja preta
São de venda e uso controlado, pois exercem ação sedativa ou estimulante sobre o Sistema Nervoso Central. O grau de riscos à saúde é elevado e, por isso, precisam ser administrados seguindo rigorosamente a indicação médica. Fazem parte deste grupo os psicotrópicos – que só podem ser vendidos com receituário especial de cor azul – e os entorpecentes – comercializados após a apresentação de receituário especial de cor amarela. Ambas as receitas ficam retidas na farmácia.