Como medida preventiva, a Eurofarma protocolou em novembro de 2019, junto à Anvisa, o pedido de descontinuação temporária de fabricação do genérico cloridrato de ranitidina, 150 mg. A medida foi adotada após alerta sanitário emitido pelo órgão regulador, recomendando às empresas fabricantes que reavaliem seus métodos de processamento de nitrosaminas para identificação de possível contaminação do princípio ativo com a substância N-nitrosodimetilamina (NDMA).

Diante disso, e até que seja concluída a investigação e reavaliação do insumo farmacêutico ativo utilizado na fabricação do produto, o medicamento permanecerá com a fabricação suspensa.

Trata-se de uma medida de caráter cautelar e preventivo realizada pela Anvisa e que abrange todos os medicamentos fabricados no Brasil, uma vez que estudos em animais classificam a NDMA como um provável agente cancerígeno humano. A NDMA é uma nitrosamina, substância que pode ser encontrada na água e em alimentos, mas não é esperado que cause danos quando ingerida em níveis muito baixos.

Os pacientes que tiverem alguma dúvida sobre o tratamento atual devem falar com seu médico de confiança.
Agradecemos a confiança em nossos produtos e permanecemos à disposição para esclarecer quaisquer dúvidas que possam surgir no 0800-704-3876 ou euroatende@eurofarma.com.br.