São Paulo, julho de 2020 – Os médicos Diego Ariel de Lima e Francisco Irochima tiveram seus projetos selecionados para a fase final do Prêmio Euro Inovação na Saúde, premiação focada em projetos inovadores para este setor e que tenham um forte impacto social no país. O grande vencedor será divulgado em setembro e os médicos que quiserem votar para ajudar a definir quem será, têm até o dia 04 de agosto, por meio do site www.premioeuro.com.br, onde as informações de todos os candidatos estão disponíveis.

Natural de Fortaleza e formado pela Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN), Diego Ariel apresentou uma “Alternativa à Mesa de Tração Ortopédica: Um Protótipo Aplicável à Prática e ao Ensino Médico”. Como médico ortopedista, durante uma cirurgia, se viu em necessidade de colocar o paciente em determinadas posições. Como isso só é possível com uma mesa de tração, que geralmente é cara, grande, de difícil transporte e nem todo hospital tem disponível, idealizou um dispositivo que fosse uma alternativa a essas mesas.

“Esta é uma ideia que vai beneficiar toda a cadeia produtiva hospitalar: médico, paciente e hospital. Quanto mais gente adquirindo este dispositivo, mais pacientes serão beneficiados no seu atendimento. Agora o desafio é expandir a fabricação em escala industrial”, deseja o médico.

Francisco Irochima é formado pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) e apresentou um “Novo Dispositivo Móvel para o Combate à Cegueira por Ceratocone (Topograph Smartphone System)”. A iniciativa consiste em um dispositivo que, ao ser acoplado em um smartphone ou tablet, por meio de um aplicativo próprio, é capaz de medir as curvaturas de uma córnea a partir da análise e processamento de uma imagem obtida pelo reflexo corneano de anéis luminosos concêntricos produzidos pelo dispositivo. O próprio software indica a ausência, a presença ou a suspeita do ceratocone, uma doença que surge na infância e geralmente afeta os dois olhos, causando a perda progressiva da visão.

“Os aparelhos que detectam o ceratocone disponíveis no Brasil são caros e o custo elevado tornam o exame inacessível para a maioria da população. A ideia de desenvolver um dispositivo portátil e barato, que auxilia no diagnóstico precoce da doença, ampliará a capacidade de diagnóstico preventivo e maior acessibilidade da população”, completa o médico.

 

O prêmio

Com o objetivo de reconhecer e oferecer incentivo na busca por soluções em produtos, serviços e ações inovadoras para melhorar a qualidade de vida e o bem-estar dos brasileiros, o prêmio Euro Inovação na Saúde, distribuirá €1.000.000,00 (um milhão de euros), sendo 10 prêmios no valor correspondente em reais a € 50.000,00 (cinquenta mil euros) e um único prêmio ao grande vencedor no valor correspondente em reais a € 500.000,00 (quinhentos mil euros). A Eurofarma, patrocinadora oficial do prêmio, apoia o empreendedorismo no país, principalmente inovações que impactam diretamente no cuidado com a saúde dos brasileiros, aliado à sua crença na valorização da classe médica no país.

 

 

Sobre o Grupo Eurofarma

Primeira multinacional farmacêutica de capital 100% brasileiro, o Grupo Eurofarma, desde sua fundação em 1972, atua no setor de saúde produzindo e comercializando produtos e serviços inovadores para melhorar a qualidade vida das pessoas. Com foco na geração de valor compartilhado, atua nas áreas de Prescrição Médica, Isentos de Prescrição, Genéricos, Hospitalar, Oncologia e Veterinária. Somente no Brasil, oferece 313 produtos, 649 apresentações, atende 25 especialidades médicas e cobre 89 classes terapêuticas, que representam 81% das prescrições no mercado de marcas.

O Grupo Eurofarma possui operação própria em 20 países, com parque fabril no Brasil e plantas em outros 6 países da América Latina. Em 2019, gerou vendas de R$ 5,6 bilhões e emprega mais de 7 mil colaboradores.

 

 

EUROFARMA NAS MÍDIAS DIGITAIS
www.eurofarma.com.br
Facebook: @eurofarma | LinkedIn: @eurofarma
Instagram: @eurofarmalab | Twitter: @eurofarmaLab