O piloto Ricardo Maurício, da equipe Eurofarma, é o vencedor da edição 2019 da Corrida do Milhão. Essa é a segunda vez que ele escreve seu nome na corrida histórica que premiou o primeiro colocado com um anel de ouro e um milhão de reais. A primeira vitória de Ricardo Maurício nessa competição foi em 2010. “Naquela ocasião eu cheguei com o motor falhando por falta de combustível, mas, desta vez foi diferente. Tivemos um começo muito difícil, tentando uma adaptação do carro em relação aos pneus, que nessa etapa eram mais macios. Mas, fomos evoluindo ao longo dos treinos até chegarmos ao segundo lugar na largada. No pit stop conseguimos ser mais rápidos e subi para a liderança. O Di Grassi ainda tentou reassumir mas, foi punido por causa da ultrapassagem fora da faixa permitida. Então, essa vitória é resultado de muito trabalho e sou grato a todos”, relembra.

Das 12 etapas programadas para a temporada 2019 da Stock Car, a Corrida do Milhão é, sem dúvida, a mais aguardada. Embora ainda não seja a prova do título, reúne elementos indispensáveis para tornar o evento histórico: Prêmio de Um milhão de reais, pilotos convidados, regras diferentes e muito glamour.

Para a equipe Eurofarma o grid de largada já era um indício de que o fim de semana poderia ser de bons resultados com  Lucas Do Grassi na liderança, Ricardo Mauricio largando em segundo, Daniel Serra em quarto e Max Wilson em oitavo.

Os primeiros vinte minutos de corrida foram com poucas alterações, mas com a abertura de box para o pit stop começaram as mudanças de posição. Todos os carros tinham que trocar ao menos um pneu e abastecer o suficiente para terminar a prova. Uma nova regra implantada pela organização para a Corrida do Milhão, previa que todos os carros fossem para a corrida com o combustível que restou do classificatório, realizado no sábado, ou seja, os carros que assumiram a dianteira precisariam de mais combustível e consequentemente, mais tempo de Pit Stop.

Mas, a equipe Eurofarma foi muito rápida e Ricardo Mauricio assumiu a liderança, saindo do box na frente de Di Grassi. Daniel Serra voltou em sexto e Max Wilson em décimo quinto mas, teve que abandonar a prova com problemas na suspensão.

Faltando apenas quatro minutos para a última volta, Di Grassi ainda tentou uma ultrapassagem sobre Ricardo Maurício, mas, foi penalizado por usar uma área não autorizada. Ao final de quarenta minutos, o bicampeão da categoria terminou o domingo também como bicampeão da Corrida do Milhão, reduzindo ainda mais a diferença para Daniel Serra.

O piloto do bólido #29 terminou em terceiro lugar, foi para o pódio e conseguiu manter a liderança do campeonato. “Eu não tinha ritmo pra vencer, mas, tive paciência, como num jogo de xadrez, fiz minha estratégia e fico feliz que tenha dado certo. Ainda estou na liderança do campeonato, mas, o Ricardo está avançando, preciso encontrar o ritmo do ano passado”, comenta ele.

 

1 – Daniel Serra – 212

2 – Ricardo Maurício – 205

3 – Thiago Camilo – 185

4 – Júlio Campos – 179

5 – Rubens Barrichello – 168

6 – Felipe Fraga – 143

7 – Gabriel Casagrande – 125

8 – Max Wilson – 122

9 – Cacá Bueno – 117

10 – Marcos Gomes – 114

 

Resultado da Corrida:

 

1 . Ricardo Maurício ( Eurofarma RC ), 30 voltas em 48min30s

2 . Gabriel Casagrande ( Crown Racing ), a 5.755

3 . Daniel Serra ( Eurofarma RC ), a 8.383

4 . Thiago Camilo ( Ipiranga Racing ), a 8.436

5 . Bruno Baptista ( RCM Motorsport ), a 8.922

6 . Felipe Fraga ( Cimed Racing ), a 9.942

7 . Nelson Piquet Jr ( Full Time Sports ), a 10.170

8 . Gaetano di Mauro ( Shell Helix Ultra ), a 13.086

9 . Marcos Gomes ( KTF Sports ), a 13.797

10 . Ricardo Zonta ( Shell V-Power ), a 16.349

11 . Julio Campos ( Prati-Donaduzzi Racing ), a 26.509

12 . Diego Nunes ( KTF Sports ), a 27.777

13 . Valdeno Brito ( Prati-Donaduzzi Racing ), a 31.160

14 . Cacá Bueno ( Cimed Racing ), a 32.921

15 . Átila Abreu ( Shell V-Power ), a 39.177

16 . Rafael Suzuki ( Hot Car Competições ), a 39.413

17 . Cesar Ramos ( Blau Motor Sports ), a 40.142

18 . Lucas Foresti ( Vogel Motorsports ), a 42.493

19 . Guga Lima ( Vogel Motorsports ), a 47.532

20 . Felipe Lapenna ( Cavaleiro Sports ), a 48.414

21 . Denis Navarro ( Cavaleiro Sports ), a 48.984

22 . Marcel Coletta ( Crown Racing ), a 53.870

23 . Pedro Cardoso ( Hot Car Competições ), a 55.666

24 . Galid Osman ( Shell Helix Ultra ), a 1 Voltas.

25 . Max Wilson ( RCM Motorsport ), a 4 Voltas.

26 . Bia Figueiredo ( Ipiranga Racing ), a 17 Voltas.

27 . Rubens Barrichello ( Full Time Sports ), a 20 Voltas.

28 . Allam Khodair ( Blau Motor Sports ), a 22 Voltas.

29 . Lucas Di Grassi ( Eurofarma ), desclassificado