Daniel Serra conquistou dois pódios consecutivos em Goiânia, onde foi disputada, neste domingo, 19 de maio, a terceira etapa da temporada 2019. “Acho que foi bom. Com a quantidade de combustível que tinha que colocar e os botões de ultrapassagem que ainda restavam para a segunda prova, eu acho que fizemos um bom fim de semana. Claro, que a gente gosta de ganhar, mas, dois terceiros a gente não pode reclamar, principalmente, porque não é fácil”, comenta ele.

Daniel Serra é o líder da temporada com 106 pontos. O bom desempenho no fim de semana se repetiu com Max Wilson que conquistou um quarto e um quinto lugar e Ricardo Maurício com um sexto lugar. “Realmente foi um fim de semana incrível, considerando principalmente as duas primeiras etapas, quero parabenizar a toda equipe, principalmente pelo trabalho no box durante a primeira prova”, comenta Max Wilson. Ricardo Maurício havia, ainda, fechado a primeira prova na quarta posição, mas, uma avaliação dos comissários da Confederação Brasileira de Automobilismo decidiu que tanto ele, quanto Thiago Camilo, vencedor da corrida, haviam queimado a largada e ambos receberam um acréscimo de 20 segundos no tempo final, alterando a classificação.

Os três carros da equipe Eurofarma estavam alinhados nas primeiras filas durante a largada da primeira prova. Ao final de quarenta minutos, os três receberam, praticamente juntos, a bandeirada final. Um grande desempenho que começou nos treinos livres da sexta-feira e durou todo o fim de semana. No pódio, apenas o terceiro lugar estava presente, porém, o resultado trouxe mais um marco importante para a equipe, a de 27 etapas com pódios consecutivos. Desde a primeira etapa de 2017, a equipe de Rosinei Campos subiu ao pódio em ao menos em uma corrida, com um dos seus três pilotos. “É um número importante porque mostra a constância do nosso trabalho, fato esse que muito nos orgulha. Parabéns a toda a equipe”, comenta Rosinei Campos, chefe da equipe.

Sob um forte calor de quase 40 graus na pista e mais  de 60 graus dentro do bólido, as equipes se debruçaram sobre as estratégias para o fim de semana em solo goiano. O possível desgaste dos pneus, freios e alteração do combustível em alta temperatura eram apenas alguns dos fatores que poderiam mudar o rumo da corrida. Por isso, o trabalho da equipe na janela de abastecimento seria fundamental.

Após 19 minutos de prova, os comissários anunciaram a abertura dos boxes. Daniel Serra, Ricardo Mauricio e Max Wilson estavam em quarto, quinto e oitavo, respectivamente,

Na equipe Eurofarma, pela posição na pista, Daniel Serra tinha a preferência para decidir em qual volta faria a entrada no box para o abastecimento e troca de pneus. Ele foi o primeiro a fazer os trabalhos e ganhou uma posição.

Todo o pelotão optou por permanecer mais tempo na pista em busca de informações dos adversários. Rápidos na tarefa, Max Wilson também foi beneficiado pela eficácia da equipe e ganhou 3 posições, voltando para a pista em quinto lugar. Ricardo permaneceu em quarto lugar.

A segunda prova, como manda o regulamento, teve o grid invertido para os dez primeiros colocados.  Para um campeonato longo como o da Stock Car, que tem a duração de 12 etapas, a melhor estratégia é somar o maior número de pontos nas duas corridas realizadas no fim de semana. “A segunda corrida é sempre mais difícil porque, depende de como estão os pneus e o número de push to pass que ainda restaram para as ultrapassagens. Sem contar, que para a segunda corrida, seis pilotos são beneficiados com um push adicional da promoção realizada pela organização da prova nas redes sociais”, explica Ricardo Maurício.

Apesar da regra, o pelotão Eurofarma voou na pista e Daniel Serra fechou com mais um pódio em terceiro lugar, o segundo do fim de semana. Max Wilson foi o quarto colocado e Ricardo Maurício o sexto. Um grande desempenho que coloca toda a equipe em posição de destaque com os três pilotos no Top 10 da temporada.

Para a próxima etapa, a categoria volta para o sul do país, desta vez no Paraná, com a quarta etapa da temporada realizada em Londrina, no dia 9 de junho.

 

Classificação final do campeonato:

1 – Daniel Serra – 106

2 – Rubens Barrichello – 105

3 – Ricardo Maurício – 78

4 – Thiago Camilo – 67

5 – Gabriel Casagrande – 67

6 – Felipe Fraga – 62

7 – Marcos Gomes – 61

8 – Júlio Campos – 56

9 – Allan Khodair – 49

10 – Max Wilson – 48