Ricardo Maurício vence e Daniel Serra é o segundo em Santa Cruz do Sul

Mesmo que a velocidade seja o fator principal do automobilismo, é impossível não dizer que a etapa de Santa Cruz do Sul foi de correria para todas as equipes. Com a etapa começando no sábado, todos os treinos, inclusive o classificatório, foram realizados no mesmo dia, tornando os intervalos muito apertados. Ao todo, foram 3 treinos de 25 minutos, cada.

O classificatório que definiu o grid de largada para a primeira corrida, começou às 14h30 e terminou com a pole de Júlio Campos. Daniel Serra com a terceira vaga, Ricardo Maurício a sétima e Max Wilson a nona posição.

O frio aguardado em Santa Cruz do Sul passou longe da cidade e o domingo foi de sol para coroar uma das pistas mais desafiadoras da temporada. Alinhados para a primeira corrida, os 40 minutos que se seguiram foram intensos. Com apenas oito minutos de prova, um acidente com Thiago Camilo, deixou rastros de óleo na pista. Quem veio atrás, deslizou para a grama, inclusive Ricardo Maurício.

Enquanto isso, Max Wilson e Daniel Serra avançavam posições. Faltando apenas quatro minutos para o final, a melhor volta era de Daniel Serra, com 1:21.507 a 155.9 km/h.

Na última volta, Júlio Campos e Daniel Serra disputaram a primeira posição até a bandeirada final com vitória de Júlio Campos, segundo lugar de Daniel Serra, Átila Abreu em terceiro e Max Wilson em quarto lugar.

Com o grid invertido, a segunda corrida era importante para que os pilotos acumulassem mais pontos na tabela de classificação, que já tinha Daniel Serra de volta à liderança.

Ricardo Maurício, que largou no final do pelotão, fez uma grande corrida de recuperação. Com pneus em melhores condições, subiu rapidamente, chegando à vitória. “Uma pena na primeira corrida termos ficado no acidente da quebra do motor do Thiago, e por um momento achamos que pudesse ter perdido o fim de semana, mas, agimos com calma, entramos no box, trocamos 3 pneus, abastecemos tudo e só voltei pra pista para garantir a melhor posição de largada. A estratégia foi certa e ainda tivemos o benefício do safety car, ficamos todos próximos e tiramos mais alguns segundos no box. Um excelente trabalho, e no finalzinho foi emocionamente, disputando com o Dênis, um grande piloto, e mais uma vitória, o que nos deixa vivos no campeonato. Quero parabenizar toda a equipe”, diz ele.

O próximo desafio será em Campo Grande, no dia 11 e agosto.

Confira a classificação do campeonato:

1 – Daniel Serra – 161

2 – Ricardo Maurício – 140

3 – Rubens Barrichello – 137

4 – Júlio Campos – 135

5 – Thiago Camilo – 131

6 – Max Wilson – 97

7 – Felipe Fraga – 94

8 – Marcos Gomes – 84

9 – Cacá Bueno – 79