Dicionário da Saúde | Por: Eurofarma Laboratórios

Acidente vascular cerebral


Essa é uma das principais causas de mortes e incapacidade no mundo e é caracterizado por um entupimento ou rompimento dos vasos que levam sangue ao cérebro, provocando dor de cabeça, perda de visão, instabilidade e paralisia, entre outros sintomas. De acordo com o levantamento feito pelo IBGE, 1,5% dos brasileiros maiores de idade, o que corresponde a 2,2 milhões de pessoas, referiu diagnóstico desse problema, que também é conhecido como AVC e derrame.

Causas
O acidente vascular cerebral pode ser hemorrágico (rompimento de artéria ou vaso sanguíneo) ou isquêmico (falta de circulação de sangue em alguma área do cérebro). As causas do problema são diversas e podem variar de paciente para paciente. Herança genética, idade, hábitos de vida (como tabagismo e sedentarismo) contribuem para o aparecimento do AVC.

Sintomas
Sensação de formigamento na face, alteração na fala, dor de cabeça, instabilidade e perda da visão de um olho e da força na face.

Diagnóstico
O paciente precisa estar atento aos sinais do AVC. Quanto antes for realizado o diagnóstico, melhores são as chances de amenizar as sequelas. Avaliação médica e alguns exames são utilizados para comprovar a ocorrência do problema.

Prevenção
A idade, raça, sexo e constituição genética são fatores de risco para o AVC. Estilo de vida saudável e controle de doenças como hipertensão e diabetes contribuem para a prevenção do problema.

Tratamento
O tratamento do AVC é de reabilitação do paciente e deve ser analisado caso a caso. Geralmente engloba uma equipe multidisciplinar de profissionais da saúde, como fisioterapeutas, médicos, psicólogos, etc.