Benefícios do Chocolate

O consumo moderado de chocolate oferece diferentes benefícios para a saúde, além de energia ao organismo. O chocolate amargo costuma beneficiar ainda mais, já que as formulas são ricas em antioxidantes, que ajudam em doenças cardiovasculares e câncer. Chocolates com concentrações acima de 85% de cacau tem uma maior porcentagem de cacau e, portanto, mais oxidantes; já o chocolate com muito leite e açúcar não oferecem os mesmos benefícios, podendo ser, inclusive, prejudiciais à saúde, especialmente se consumidos em grandes quantidades.

 

  1. Câncer de intestino
    Foi divulgado em 2008, por pesquisadores da Universidade de Georgetown, nos Estados Unidos, que uma nova versão sintética de procianidinas naturais (uma classe de flavanóis – moléculas que exibem potentes propriedades antioxidantes e potencialmente antitumorais) presentes no chocolate poderiam ser benéficas no combate do câncer de intestino, uma vez o crescimento tumoral foi reduzido pela metade e a maioria das células tumorais foram danificadas.
  2. Bem-estar
    Estudos afirmam que o consumo de chocolate auxilia na produção de substâncias responsáveis pelo prazer e bem-estar, como a endorfina e a dopamina.
  3. Saúde do Coração
    O chocolate amargo possui mais flavonóis, que podem estimular o endotélio (revestimento das artérias) a produzir óxido nítrico, provocando um relaxamento das artérias, diminuição da resistência ao fluxo sanguíneo e, portanto, redução da pressão arterial, melhorando assim a saúde cardiovascular. Além disso, estudos clínicos mostram que o pó de cacau diminui significativamente o colesterol LDL, o colesterol ruim.
  4. Saúde cerebral
    Dentre todos os benefícios do chocolate amargo, um estudo da Universidade Johns Hopkins, nos Estados Unidos, descobriu que ele também auxilia na redução dos danos cerebrais após um AVC, já que um composto chamado epicatequina seria capaz de proteger as células nervosas. Os testes foram realizados em ratos e a equipe espera que os efeitos possam ser aplicados em seres humanos.
  5. Na gravidez
    Uma pesquisa da Universidade Yale, nos Estados Unidos, descobriu que o composto teobromina, encontrado em chocolates com maior quantidade de cacau, ajuda a prevenir a pré-eclâmpsia em mulheres grávidas. O estudo mostra que mulheres que consomem o chocolate ao menos cinco vezes na semana tem 40% menos chance de desenvolver o problema do que as mulheres que não consomem.
  6. Ataques cardíacos
    Estudos mostraram que saborear o produto duas vezes ou mais por semana resultou menor risco de doença cardíaca. Isso porque é um alimento rico em antioxidantes, substância que ajuda a evitar o envelhecimento causado pelos radicais livres.
  7. Analgésico Natural
    De acordo com um estudo da Universidade de Chicago, nos Estados Unidos a distração de comer alimentos por prazer auxilia no alívio de dores, funcionando como um analgésico natural. Os testes foram realizados em ratos, mas os pesquisadores acreditam que o mesmo efeito ocorra em pessoas.
  8. Beleza
    Entre as propriedades do grão de cacau usado na fabricação do chocolate está o efeito antioxidante dos flavonóides, que protegem o corpo da ação dos radicais livres, além de ser rico em vitaminas e minerais úteis à saúde da pele. Hoje o chocolate está presente também em hidratantes e outros cosméticos.