A asma é uma doença inflamatória crônica das vias aéreas, que está associada ao sistema respiratório com o (aumento da sensibilidade que ocorre nos brônquios dos pacientes¹. É considerada uma das condições crônicas mais comuns, afetando cerca de 300 milhões de pessoas entre crianças e adultos¹. Apenas no Brasil, em 2012, o número estimado de casos era de 20 milhões de pessoas se for considerada uma prevalência global de 10%¹.  

 

A identificação de fatores de risco e da doença em seu estágio inicial e o encaminhamento ágil e adequado para o atendimento especializado podem resultar um caráter essencial para um melhor programa terapêutico dos casos². 

  

Algumas medidas podem ajudar no combate da asma. São elas³:  

 

  • Manter o ambiente limpo 
  • Evitar o acúmulo de poeira / sujeira 
  • Tomar sol – a vitamina D ajuda a combater doenças do sistema imunológico
  • Evitar contato com cheiros muito fortes 
  • Tomar a vacina da gripe 
  • Não fumar 
  • Agasalhar-se, principalmente no frio
  • Praticar atividades físicas com regularidade  
  • Manter uma alimentação saudável  
  • Beber bastante água 
  • Manter o peso ideal  

 

Os fatores ambientais são representados pela exposição à poeira, infecções virais, agentes causadores de alergias como ácaros, pólen, pelo de animais, fumaça de cigarro, irritantes químicos e poluição ambiental, mudanças climáticas, exercícios físicos vigorosos, estresse emocional e até mesmo alguns tipos de medicamentos³ 

 

Quando não houver como evitar a exposição, o paciente pode seguir alguns cuidados, como³: 

 

  • Evitar atividades físicas ao ar livre, especialmente em dias frios 
  • Evitar baixa umidade ou exposição em dias com muita poluição 
  • Não fumar e evitar ambientes fechados com pessoas fumando 

 

Alguns estudos apontam que a redução de peso em pacientes obesos com asma demonstra melhora na função pulmonar, nos sintomas, morbidade e na condição de vida³. 

 

Fontes:  
1 – Sociedade Brasileira de Pneumologia e Tisiologia. Diretrizes da Sociedade Brasileira de Pneumologia e Tisiologia para o Manejo da Asma. 2012. Disponível em http://www.jornaldepneumologia.com.br/pdf/suple_200_70_38_completo_versao_corrigida_04-09-12.pdf. Último acesso em 11 de fevereiro de 2019.   
2  Asma – Ministério da Saúde. Disponível em http://portalarquivos.saude.gov.br/images/pdf/2014/abril/02/pcdt-asma-livro-2013.pdfÚltimo acesso em 17 de julho de 2019.  
3 – Asma: o que é, causas, sintomas, tratamento, diagnóstico e prevenção. – Ministério da Saúde. Disponível em http://www.saude.gov.br/saude-de-a-z/asma. Último acesso em 17 de julho de 2019.