Uma iniciativa da União Internacional para o Controle do Câncer (UICC) tem o objetivo de conscientizar sobre os tipos de câncer para reduzir seu impacto mundial (1). 

De acordo com dados do Instituto Nacional de Câncer (INCA), em 2017 foram estimados 582.590 novos casos de câncer no país – sendo 282.450 em mulheres e 300.140 em homens (2). Em 2018, o Instituto estimou mais de 600 mil casos da doença no país (2). Conheça os mais comuns (3):  

 

Boca 

Começa por pequenas alterações nos lábios, língua, bochechas, embaixo da língua, gengivas ou céu da boca (4). Podem ser pequenos nódulos, machucados, alterações de cor ou manchas – até mesmo indolores. 

Normalmente afeta pessoas acima de 40 anos de idade. Entre os fatores de risco, estão o tabagismo, o consumo excessivo de bebidas alcóolicas, contração do vírus HPV e a exposição solar sem proteção (4). 

 

Colo de útero 

Conhecido também como câncer cervical, é normalmente transmitido pelo vírus HPV por meio de relação sexuais sem proteção (5). É um dos mais comuns nas mulheres (5). 

 

Colorretal 

Atinge o cólon (parte do intestino grosso) e, caso detectado precocemente, muitas vezes pode ser tratado e curado (6). Normalmente, tem origem de lesões benignas que podem crescer na parede interna do intestino grosso (6). 

A melhor forma de se prevenir é com uma dieta rica em vegetais e laticínios, e pobre em gordura, além da prática de exercícios físicos (6). 

 

Esôfago 

Normalmente é assintomático – quando os sintomas aparecem, geralmente está em estágio avançado -, e surge com o aparecimento de células malignas na região (7). Costuma atingir mais homens que mulheres e os fatores de risco são: consumo de bebidas muito quentes, bebidas alcóolicas, alimentos defumados e tabaco (7). 

 

Estômago 

Existem três tipos: adenocarcinomas (95% dos casos), linfomas (3% dos casos) e leiomiossarcomas (muito raro, sem estimativa da incidência) (8). 

Geralmente afeta homens acima de 70 anos de idade – cerca de 65% das pessoas atingidas possuem mais de 50 anos da idade (8). Uma forma de prevenção é com uma dieta rica em vegetais crus, frutas cítricas e alimentos com fibra (8).  

 

Leucemia 

A doença atinge os glóbulos brancos (sangue), e tem origem desconhecida (9). Contudo, existem alguns fatores que podem ajudar no seu desenvolvimento: tabagismo, exposição à radiação, Síndrome de Down e outras doenças hereditárias, exposição ao benzeno, quimioterapia ou, ainda, outras desordens sanguíneas, como a síndrome meiolodisplásica (9). 

 

Mama 

O tumor cresce nas células mamárias e faz com que cresçam de forma anormal (10). Caso seja diagnosticado precocemente, as chances de cura são altas (10). 

É o tipo de câncer mais comum entre as mulheres, mas raramente pode afetar homens – cerca de 56 ocorrências a cada 100 mil mulheres diagnosticadas (10).  

Entre os fatores de risco, o excesso de peso, dieta desequilibrada e vida sedentária podem aumentar as chances de desenvolvimento, além da ingestão excessiva de álcool e tabaco (10). Mulheres que tiveram menstruação precoce (antes dos 12 anos de idade), menopausa tardia (após os 50 anos), primeira gravidez após os 30 anos, as que nunca tiveram filhos e as que realizaram terapia de reposição hormonal pós-menopausa possuem maiores riscos (10). 

 

Pele 

É o tipo de câncer mais incidente na população nacional (11). Possui duas formas: o melanoma e o não-melanoma (11). O segundo normalmente tem altas taxas de cura, caso detectado precocemente e tratado de forma adequada (11).  

Os dados mostram que o não melanoma representa 29% dos casos de tumores registrados no Brasil (11). A principal causa é a exposição ao sol sem proteção, e acomete geralmente pessoas acima dos 40 anos com a pele clara (11).  

 

Próstata 

É o segundo mais comum entre os homens, atrás apenas do câncer de pele não melanoma (12). O risco é de cerca de 61 casos a cada 100 mil homens (12). 

O fator de risco é a idade avançada e parentes de primeiro grau que sofreram com a enfermidade – o que aumenta de 3 a 10 vezes as chances de desenvolvê-la (12).  

 

Pulmão 

É o tumor maligno mais comum em todo o mundo, e em 90% dos casos é causado pelo tabagismo (13). Dados mundiais de 2012 mostram que 1,82 milhão de pessoas foram acometidas por esse câncer (13). 

Evitar o tabagismo é essencial para a prevenção – fumantes têm de 20 a 30 vezes mais chances de desenvolver (13). Uma dieta balanceada com frutas e verduras também pode ajudar, e é essencial evitar a exposição a agentes químicos (arsênico, asbesto, berílio, cromo, radônio, urânio, níquel, cádmio, cloreto de vinila, gás mostarda e éter de clorometil (13). 

 

Tireoide 

As chances de cura do câncer de tireoide são de cerca de 95% – caso diagnosticado precocemente e com o devido tratamento (14).  

É um tipo de câncer raro – corresponde de 2% a 5% dos casos em mulheres e 2% em homens (14). Não existem evidências dos fatores de risco, mas estudos mostram que a exposição à radiação ionizante durante a infância pode ajudar o desenvolvimento (14). 

 

Confira alguns links interessantes e informe-se sobre o assunto: 

 

Fontes:  
  1. Ministério da Saúde. Dia Mundial de Luta contra o Câncer. 2018Disponível em http://bvsms.saude.gov.br/ultimas-noticias/2582-04-02-dia-mundial-de-luta-contra-o-cancer  
  2. INCA – Instituto Nacional de Câncer. INCA estima que haverá cerca de 600 mil casos novos de câncer em 2018. 2018. Disponível em https://www.inca.gov.br/imprensa/inca-estima-que-havera-cerca-de-600-mil-casos-novos-de-cancer-em-2018  
  3. Fundação do Câncer. Principais tipos. Disponível em https://www.cancer.org.br/sobre-o-cancer/tipos-de-cancer/  
  4. Fundação do Câncer. Boca. Disponível em https://www.cancer.org.br/sobre-o-cancer/tipos-de-cancer/boca/  
  5. Fundação do Câncer. Colo de útero. Disponível em https://www.cancer.org.br/sobre-o-cancer/tipos-de-cancer/colo-uterino/  
  6. Fundação do Câncer. Colorretal. Disponível em https://www.cancer.org.br/sobre-o-cancer/tipos-de-cancer/colum-e-reto/  
  7. Fundação do Câncer. Esôfago. Disponível em https://www.cancer.org.br/sobre-o-cancer/tipos-de-cancer/esofago/  
  8. Fundação do Câncer. Estômago. Disponível em https://www.cancer.org.br/sobre-o-cancer/tipos-de-cancer/estomago/  
  9. Fundação do Câncer. Leucemia. Disponível em https://www.cancer.org.br/sobre-o-cancer/tipos-de-cancer/leucemia/  
  10. Fundação do Câncer. Mama. Disponível em  https://www.cancer.org.br/sobre-o-cancer/tipos-de-cancer/mama/  
  11. Fundação do Câncer. Pele. Disponível em https://www.cancer.org.br/sobre-o-cancer/tipos-de-cancer/pele/ 
  12. Fundação do Câncer. Próstata. Disponível em https://www.cancer.org.br/sobre-o-cancer/tipos-de-cancer/prostata/ 
  13. Fundação do Câncer. Pulmão. Disponível em https://www.cancer.org.br/sobre-o-cancer/tipos-de-cancer/pulmao/ 
  14. Fundação do Câncer. Tireoide. Disponível em https://www.cancer.org.br/sobre-o-cancer/tipos-de-cancer/tireoide/