A insônia pode ser definida como uma experiência subjetiva de sono inadequado, com dificuldade em iniciar ou na manutenção do sono, despertares precoces e sono não reparador¹. É um dos distúrbios do sono mais comuns, sendo uma das queixas principais dos pacientes¹. 

 

A perturbação de insônia está associada a aumento da morbimortalidade por doenças cardiovasculares, psiquiátricas e acidentes, estando igualmente associada a maior absentismo laboral e maiores custos em saúde¹.  

 

Níveis de riscos² 

 

A maioria dos distúrbios do sono não é detectada e tratada porque, em geral, as pessoas desconhecem que essa condição é clínica e tratável. Talvez em função desse desconhecimento, o paciente também deixa de relatar problemas de sono durante as consultas médicas, dificultando o acesso do profissional às informações que permitiriam o diagnóstico e o tratamento 

 

As consequências dos distúrbios de sono se desdobram em pelo menos três níveis que afetam a qualidade de vida da pessoa acometida. No primeiro nível estão as variáveis proximais ou biológicas, que trazem consequências imediatas ao organismo e incluem alterações fisiológicas como cansaço, fadiga, falhas de memória, dificuldade de atenção e de concentração, hipersensibilidade para sons e luz, taquicardia e alteração do humor.  

 

No segundo nível estão as variáveis mediais ou funcionais, secundárias às consequências proximais, observadas a médio prazo. Elas têm implicações nas atividades cotidianas, como um primeiro desdobramento dos problemas com o sono, incluindo aumento do absenteísmo no trabalho, aumento de riscos de acidentes, problemas de relacionamento e cochilo ao volante.  

 

No terceiro nível estão as variáveis distais ou extensivas, observadas a longo prazo, como um segundo desdobramento dos distúrbios do sono. Essas variáveis incluem a perda do emprego, sequelas de acidentes, rompimento de relações, surgimento e agravamento de problemas de saúde.  

 

Fontes: 
1 – Tratamento da Insônia em Atenção Primária à SaúdeRevista Brasileira de Medicina de Família e ComunidadeDisponível em https://www.rbmfc.org.br/rbmfc/article/download/1271/820Último acesso no dia 24 de junho de 2019. 
2 – Impacto dos transtornos do sono sobre o funcionamento diário e a qualidade de vidaScielo BRDisponível em http://www.scielo.br/pdf/estpsi/v24n4/v24n4a11.pdfÚltimo acesso no dia 24 de junho de 2019.