A Organização Mundial da Saúde considera o tabagismo uma das principais causas de mortes evitáveis do mundo (1). Todos os anos, cerca de 4,9 milhões de pessoas são afetadas por alguma das quase 50 doenças causadas pelo cigarro. No Brasil, o Instituto Nacional do Câncer (INCA) estima que o fumo cause 200 mil mortes por ano – ou 23 pessoas por hora (2), seja por doenças relacionadas ao coração, ao pulmão, vasculares ou câncer.

Todas as formas de consumo de tabaco são prejudiciais: charuto, cachimbo, rapé, narguilé ou cigarro eletrônico, mas o cigarro tradicional responde por metade das mortes registradas no Brasil (2).

Uma pesquisa global realizada pela American Cancer Society mostra que, no Brasil, mais de 200 mil pessoas entre 10 e 14 anos já são fumantes, e mais de 18 milhões de adultos acima de 15 anos consomem alguma forma de tabaco todos os dias (3).

Para ajudar no combate ao tabagismo, o Ministério da Saúde propõe iniciativas junto a Secretarias de Saúde municipais, estaduais e o INCA com informações úteis e tratamentos gratuitos para quem quiser parar de fumar (4) e (5).

Largar o cigarro não é uma tarefa fácil. Estima-se que uma pessoa faça até 4 tentativas até conseguir parar de vez (6). Ter o suporte da família, de amigos e orientação médica é fundamental para o sucesso da empreitada. Para dar uma ajuda a quem estiver tentando parar, algumas vantagens para o organismo assim que paramos de fumar (7):

  • Após 20 minutos- pressão sanguínea e pulsação voltam ao normal;
  • Após 2 horas – não tem mais nicotina no seu sangue;
  • Após 8 horas – o nível de oxigênio no sangue se normaliza;
  • Após 2 dias –  olfato já percebe melhor os cheiros e o paladar readquire a capacidade de identificar sabores;
  • Após 3 semanas – a respiração fica mais fácil e a circulação melhora;
  • Após 5 a 10 anos – o risco de sofrer infarto será igual ao de quem nunca fumou.

 

Deixe o fumo de lado e apoie esta ideia. Se ainda assim você não está convencido dos males do cigarro, confira nossos artigos sobre Câncer de pulmão e os outros malefícios do tabaco.  Procure seu médico para que ele possa orientar as melhores formas de apoio e tratamento. Quanto mais cedo parar de fumar, menor o risco de desenvolver alguma doença! Deixe o vício e viva mais e melhor.

 

Fontes

1 – Organização Pan-Americana da Saúde – https://www.paho.org/bra/index.php?option=com_content&view=article&id=574:tabagismo&Itemid=463
2 – Fundação do Câncer – https://www.cancer.org.br/sobre-o-cancer/prevencao/tabagismo/
3 – The Tobacco atlas – OMS – https://tobaccoatlas.org/
4 – Ministério da Saúde –  http://u.saude.gov.br/index.php/links-de-interesse/317-tabagismo/12379-existe-tratamento-gratuito-para-parar-de-fumar
5 – Instituto Nacional do Câncer – http://www2.inca.gov.br/wps/wcm/connect/acoes_programas/site/home/nobrasil/programa-nacional-controle-tabagismo
6 – Ministério da Saúde – http://u.saude.gov.br/index.php/links-de-interesse/317-tabagismo/12377-e-possivel-parar-de-fumar-definitivamente-mesmo-apos-varias-tentativas-sem-sucesso
7– Ministério da Saúde – http://u.saude.gov.br/index.php/links-de-interesse/317-tabagismo/12358-quais-os-beneficios-que-a-pessoa-tem-ao-parar-de-fumar